Conecte-se conosco

Geral

Volta às aulas na Unesc tem voz ativa de professores e estudantes para construção coletiva dos modelos de retorno

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Unesc retoma suas aulas de Graduação, EAD (Ensino à Distância) e Cursos Técnicos com protocolos e modelos construídos coletivamente com os professores, estudantes e o respaldo de especialistas. Ao longo de janeiro, a Universidade propôs uma escuta qualificada, em encontros online e redes sociais. De acordo com votação virtual, a escolha dos alunos, um resultado de 59,41% de preferência, é pelo ensino híbrido. “A Instituição também estruturou novas normas de retorno e de biossegurança, dentro do Plano de Retorno às Atividades Presenciais. O objetivo é possibilitar um semestre tranquilo e com ensino de excelência, tendo como prioridade a proteção e o bem-estar de cada um na nossa Universidade”, afirma a reitora, Luciane Bisognin Ceretta.

Os Plancons-Ensino Superior (Planos de Contingência) já foram protocolados junto aos Comitês Municipais de Criciúma, Balneário Rincão e Araranguá, cidades em que a Unesc possui campus e polos EAD, atendendo a legislação vigente. “É importante destacar que ainda vivemos a pandemia e todos os cuidados precisam ser mantidos. Serão no máximo 20 pessoas por sala de acordo com a capacidade pandêmica e mantendo o distanciamento mínimo de 1,5 metros. Então, precisamos sempre reforçar os cuidados, e para isso a Unesc está preparada com identificação visual sensibilizando ao cumprimento das normas de biossegurança, aferição de temperatura, distanciamento, álcool em gel em todas as salas e corredores e ações de educação e consciência coletiva”, explica o diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus.

O primeiro dia de aula será em 1º de março. Cada turma terá encontros virtuais na primeira semana e uma reunião com professores e a coordenação para alinhamento sobre o formato das aulas. A partir do dia 8, as aulas seguirão de forma híbrida, com alunos em rodízio, aulas práticas presenciais e aulas 100% online. O curso de Medicina terá um cronograma diferenciado, as aulas iniciarão no dia 03 de março, exceto às turmas do internato que iniciarão no dia 18. 

Possibilidade de aulas: 

Aulas híbridas – Alunos podem optar por estarem ou não na Universidade. Quem sentir-se mais seguro em casa, poderá acompanhar on-line, com transmissão ao vivo. Mesmo que a opção seja a presencialidade, serão realizados rodízios semanais para garantir a segurança de todos. “As turmas que estiverem no campus deverão respeitar o distanciamento mínimo de 1,5 metros, com capacidade máxima dentro do que o mapa de risco permite. Sendo necessário, as turmas poderão ser subdivididas em mais grupos. Os estudantes poderão, sempre, optar por assistir às aulas teóricas de forma on-line devendo, para tanto, informar o professor da disciplina”, esclarece o Diretor.

Aulas síncrona – 100% online, poderá ocorrer nas disciplinas em que houver acordo coletivo entre professor e estudantes com relação ao formato das aulas e quando o docente pertence ao grupo prioritário. Todas as aulas teóricas online e híbridas deverão ser gravadas e disponibilizadas no AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) semanalmente pelo professor. 

Aulas presenciais – As aulas presenciais serão obrigatórias nas disciplinas práticas e estágios, com exceção dos cursos com autorização do MEC (Ministério da Educação). Estudantes que não puderem comparecer poderão recorrer à coordenação para consultar a possibilidade de reposição.

 Universidade trabalha para um semestre seguro e tranquilo

Assim como foi em 2020, a Unesc segue buscando proporcionar todo o suporte necessário aos estudantes, professores e funcionários. Para aqueles que necessitam, a Instituição continuará efetuando o empréstimo de computadores e modens móveis para acesso à Internet a partir de solicitação via [email protected]

Para os acadêmicos que estiverem na Universidade, novos kits de EPI (Equipamento de Proteção Individual) serão disponibilizados.  A Unesc posicionará monitores em todos os blocos e corredores, eles serão responsáveis por aferir a temperatura, controlar o fluxo para evitar aglomerações, auxiliar os professores que estarão presencialmente e orientar possíveis dúvidas relacionadas ao funcionamento das aulas. O uso da máscara é obrigatório em todos os espaços. Todas as salas de aulas, corredores e outros espaços coletivos contam com álcool gel 70%.

As salas de aula híbrida, laboratórios e outros espaços de aprendizagem receberam, mais uma vez, revisões e implementação de melhorias na biossegurança, qualidade do áudio dos equipamentos e na configuração dos computadores da mesa do professor, que viabilizará leitura do chat e outras interações facilitadas.

Quanto ao transporte municipal, a Universidade realizará contato com todas as prefeituras e empresas no intuito de orientá-los sobre as normas de cumprimento de biossegurança. Casos em que o transporte não for viabilizado, os estudantes deverão comprovar a impossibilidade de deslocamento junto à coordenação de seu curso e, a partir daí, poderão acompanhar as aulas de modo on-line; nas disciplinas práticas, a coordenação organizará plano de estudos individual para reposição, assim que o estudante tiver a condição da presencialidade.

A alimentação no campus será de acordo com os horários alternados entre as turmas, indicados pela Sala de Situação,  um local de monitoramento, de prevenção, de orientação e de acompanhamento das condições sanitárias. O setor, também é responsável pela capacitação dos professores e dos estudantes em tempos de pandemia, pela disponibilização de kits de EPI e protocolos de biossegurança. A Sala de Situação funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h, das 13h às 20h e sábado, das 8h às 12h. Está localizada no Bloco S, na sala 114, e atende pelo telefone (48) 3431 2676  e e-mail [email protected].

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

A história de fé e luta da técnica de enfermagem de Forquilhinha para vencer o coronavírus

Publicado

em

Ouça esta matéria

No Dia Internacional da Mulher, comemorado neste dia 8 de março, a personagem de superação de Forquilhinha é a técnica de enfermagem da Vigilância Epidemiológica, Sandra Regina Colonetti, de 55 anos. Com uma fé imensa e esperança de cura, chegou ao hospital há cinco meses atrás, com febre, alteração nos batimentos cardíacos, um cansaço extremo e oxigenação baixa. Acompanhada pelo filho, Diego Nicoski, 29 anos, Sandra precisou ser internada, às pressas, após uma alteração na tomografia.

Os sintomas tiraram de atuação a profissional de linha de frente pela pandemia provocada por um vírus desconhecido, que hoje faz parte da história do mundo inteiro. Após ser hospitalizada começou um mal-estar e falta de ar, depois de alguns dias foi intubada e ali permaneceu por 32 dias. A paciente teve complicações renais, fez hemodiálise e traqueostomia. “Em momento algum eu pensei que iria morrer, eu rezava muito e cantava os hinos da igreja. Eu sentia que eu iria ficar curada. Tinha plena certeza e esperança que iria volta para casa. Pedia ao meu filho quando falava com ele ao telefone que rezasse por mim”.

Com 21 anos de atuação na área da saúde, a técnica de enfermagem nunca imaginou que enfrentaria um ser invisível e teria que lutar pela sua vida. O caminho foi longo e árduo. Foram 52 dias de internação até Sandra conseguir voltar para casa e encontrar a razão de toda a batalha: o seu filho.

A luta

A história de luta da paciente com Covid-19 de Forquilhinha começou em 3 de outubro, quando ela começou com os sintomas da doença. Uma tosse seca fez Sandra procurar o Centro de Triagem. Dias depois os sintomas foram se agravando e começou a febre, alteração dos batimentos cardíacos, enjoo e fraqueza, além da oxigenação baixa. Precisou ser internada, às pressas, no Hospital da Unimed, de Criciúma, após dias do diagnóstico positivo a doença.

No hospital, Sandra foi sedada e intubada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após 11 dias internada. “Fui acolhida por todos os profissionais de saúde, extremamente capacitados em todos os níveis e setores, fez toda a diferença na minha vida”, declara, agradecida.

A recuperação

Nos 52 dias em que permaneceu no hospital, a paciente ficou em coma induzido. “Após os 52 dias de internação eu perdi toda a musculatura. Eu tive que aprender a andar, escovar os dentes, pentear os cabelos e a tomar banho sozinha. Mas Deus me deu uma nova vida e reforço que a fé e esperança foram imprescindíveis na minha recuperação”.

No início de dezembro voltei para casa curada da Covid-19. A partir daí, todos os dias era necessário fazer fisioterapia para recuperar os movimentos e fortalecer os músculos. Sandra também passou pela clínica de reabilitação pós-covid.

A mensagem

A funcionária pública que retornou ao trabalho no dia 22 de fevereiro, redobrou os cuidados e pede a todos que façam o mesmo. “Hoje eu agradecer por ter essa nova chance, mas quero chamar atenção das pessoas que se cuidem com uso de máscaras, higienização, distanciamento social. Ainda vamos ter muito tempo para fazer festas, e que tenhamos todos os cuidados necessários. Que neste Dia Internacional da Mulher seja de esperança de dias melhores. Nós vamos vencer, mas todos precisam se ajudar para não perder as pessoas da nossa família devido a doença. Sinto muita falta do abraço, do beijo, daquele calor humano, mas vai passar e iremos continuar a nossa vida. Se pudermos ajudar aos mais necessitados. Quem tem mais condições ajuda quem tem menos”.

Continue Lendo

Geral

Cermoful apresenta equipamento para manutenção de “linha viva”

Publicado

em

Ouça esta matéria

Os associados e consumidores da Cermoful estão recebendo mais um grande investimento da cooperativa para dar suporte e manter os excelentes índices de confiabilidade e agilidade no atendimento. Trata-se de um caminhão de Linha Viva equipado com o que há de mais moderno no seguimento para realizar serviços de manutenção e prevenção.


A realização de atividades nos sistemas energizados através da equipe de Linha Viva, garante mais agilidade e segurança na prestação dos serviços, em especial para as indústrias, comércios e prestadores de serviços essenciais como hospitais, postos de saúde, escolas, supermercados, entre outros, sem ter a necessidade de interromper o fornecimento de energia.

Segundo o Gerente Operacional da Cermoful Samuel Sartor, a equipe que vai operar o equipamento já recebeu todo o treinamento necessário para realizar os serviços que devem iniciar no decorrer da semana.

Para o presidente da Cermoful Rudy Recco, o trabalho está sendo realizado com transparência e seriedade, possibilitando realizar este grande investimento para oferecer atenção integral ao que há de mais importante na cooperativa, a satisfação e o bem estar dos associados e consumidores.

Continue Lendo

Geral

Mais duas mortes por Coronavírus em Criciúma

Publicado

em

Ouça esta matéria

Vigilância Epidemiológica de Criciúma confirmou neste sábado mais duas mortes em decorrência do Novo Coronavírus. As vítimas foram dois homens com 76 e 82 anos.

De acordo com os dados divulgados à imprensa, as duas vítimas eram portadores de comorbidades e estavam internados para o tratamento da Covid-19. Agora Criciúma soma 282 mortes desde o início da Pandemia.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com