Projeto Releituras – Livro Acessível faz chamada para voluntários

Projeto precisa de novos voluntários para dar continuidade a produção de novos livros acessíveis. Iniciativa conta com o apoio do Instituto Nexxera.

O Projeto Releituras-Livro Acessível reinicia as atividades neste sábado (25/01). Para dar continuidade à gravação de livros para Print Disabled ( pessoas com deficiência visual ou com incapacidade de leitura de material impresso), está convidando novos voluntários. 

Serão oito oficinas em quatro encontros. O projeto tem carência de vozes masculinas,  infantis e da terceira idade. Os interessados podem se inscrever pelo link: http://bit.ly/novosvoluntários2020, ou   podem comparecer neste sábado (25/01),  das 8h30m às 11h30, no Impact Hub Primavera, localizado na  Rodovia José Carlos Daux, 4150 – Saco Grande.  

Neste primeiro encontro, os voluntários terão uma palestra sobre contos e crônicas  com o jornalista Gilberto Motta. Logo após contará com relatos de Gustavo Simas que nasceu cego, e sobre a importância da disponibilidade deste material.

No período da tarde, das 13h30 às 17h30, os voluntários podem comparecer na sede Cocreation Lab, na rua Saldanha Marinho, nº 196, no centro. Os participantes terão uma palestra com a professora Kerlei Zanga e com a escritora Edenice Fraga.  

O  Projeto Releituras é mantido com o apoio  de voluntários que doam suas vozes e gravam audiolivros para pessoas de baixa visão e cegos, pessoas com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Transtorno do Espectro Autista (TEA), Dislexia, pacientes de hospitais, idosos, analfabetos e analfabetos funcionais, e pessoas que gostam de audiolivros em geral. 

Neste mês de janeiro, a idealizadora e coordenadora do projeto Maria de Fátima Medeiros e o membro do projeto Julio Cesar, participaram do programa Caldeirão do Huck, do quadro “The Wall”. Os integrantes ganharam um pouco mais de 37 mil reais. Esse recurso será destinado para compra de equipamento e adequação de um espaço para a instalação de um estúdio para a gravação dos áudios. 

Para Fátima, essa visibilidade para o projeto é importante, ainda mais que o projeto depende muito do apoio de voluntários. “Precisamos de ajuda, e de voluntários, pois a disponibilidade desse tipo de material é muito pequena, precisamos ampliar a oferta de livros acessíveis, e permitir que mais pessoas possam ter acesso ao mundo da literatura e demais obras”, esclarece Fátima.

Conexxão de Impacto

Em 2019, o projeto Releituras participou do Conexxão de Impacto, programa de desenvolvimento de negócios de impacto socioambiental do Instituto Nexxera, e contou com 6 meses de mentoria gratuita para desenvolver a iniciativa e ampliar a atuação do projeto. “Antes das mentorias eu não tinha um olhar para a liderança e gestão. Por meio das mentorias com o professor Geraldo Campos, foi possível ainda perceber que o projeto poderia atender pessoas cegas e com baixa visão e também incluir outras tipos de pessoas com necessidades especiais, explica Maria de Fátima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *