Conecte-se conosco

Polícia

Condenado a 16 anos de prisão homem denunciado pelo MPSC por feminicídio em Criciúma

Publicado

em

Ouça esta matéria

Terá que cumprir a pena de 16 anos de prisão o homem que matou uma mulher em Criciúma com marteladas e facadas. A sentença obtida pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) em Júri Popular nesta quinta-feira (19/08) condenou o homem por homicídio com quatro qualificadoras, entre elas, feminicídio. O réu confessou que matou a mulher motivado por ciúmes.   Segundo a ação penal pública demonstrou, a mulher e o réu haviam se relacionado e estavam separados há um mês. O homem era ciumento, não aceitava o término do relacionamento e fazia ameaças constantes à vítima.  
Na noite anterior ao crime, o réu insistiu em dormir na casa da vítima, o que foi permitido porque passou mal, devido ao consumo excessivo de álcool, tendo a vítima deixado que ele deitasse em um colchão no chão, sendo que a mulher dormia com a filha de cinco anos na cama e a sua sobrinha em outro quarto.

Na manhã de 5 de maio de 2019, por volta das sete horas, a sobrinha chamou a tia para abrir a porta da casa porque estava indo embora. A mulher voltou a dormir e pouco depois o réu acordou. Ele estava tentando mexer no celular dela para ver as mensagens. Segundo ele, conseguiu adivinhar a senha e ver mensagens em que ela conversava com outro homem.  

O réu levou a filha da vítima para outro quarto e disse que queria conversar com a mãe dela. Ao voltar ao cômodo, pegou um martelo e golpeou a cabeça da mulher. Ela acordou e o acusado golpeou o pescoço da vítima inúmeras vezes. O laudo pericial apontou que foram mais de 40 golpes de faca. Após o crime, o homem fugiu do local.  

Quando a filha da vítima acordou, foi até o quarto da mãe e viu que ela estava morta. A criança de apenas 5 anos foi até casa de vizinhos e pediu ajuda. Uma vizinha foi até o local e chamou a polícia.   A 13ª Promotoria de Justiça denunciou o homem por homicídio com quatro qualificadoras: motivo fútil; uso de meio cruel; impossibilitar a defesa da vítima e por feminicídio, por ter sido praticado em situação de violência doméstica e familiar, configurada pela relação íntima.  

O Conselho de Sentença acolheu a sustentação do Ministério Público e condenou o réu a 16 anos de prisão. O homem já estava preso preventivamente e não poderá recorrer em liberdade.   A decisão é passível de recurso

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Mulher morre após carro capotar na 101 em Araranguá

Publicado

em

Ouça esta matéria

Uma mulher que ainda não teve sua identidade confirmada morreu no início da manhã desta quinta-feira em Araranguá. Ela era passageira de um gol que saiu da pista e capotou na BR-101. O acidente foi registrado no trecho da rodovia que corta o bairro Barranca.

O motorista do carro, um homem de 39 anos, apresentava sinais de embriaguez. Ele sofreu apenas ferimentos leves e foi encaminhado a Delegacia de Araranguá. Quando os socorristas chegaram ao local já encontraram a vítima presa dentro do carro e sem os sinais vitais.

Continue Lendo

Polícia

Polícia Federal prende mais um por envolvimento com pornografia infantil

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (14/10) nova fase da operação contínua P2J (Pedo to Jail), focada na repressão ao compartilhamento e à posse de imagens e vídeos com conteúdo de abuso sexual infantojuvenil.

Policiais cumpriram mandado de busca e apreensão na cidade de Balneário Gaivota/SC, expedido pela 1.ª Vara Federal de Criciúma, com objetivo de localizar equipamentos usados no armazenamento e compartilhamento de imagens de exploração sexual infantojuvenil.  

O suspeito, que utilizava um aplicativo para compartilhamento dos arquivos com outros usuários, mediante utilização de redes de compartilhamento de arquivos denominadas P2P, foi preso em flagrante pelo delito de armazenamento de arquivos com pornografia infantil. 

Além disso, foi realizada a arrecadação e a apreensão de equipamentos de informática, celulares e mídias de armazenamento, os quais serão submetidos a exames periciais para ratificação das provas até então produzidas nos autos do inquérito policial. 

O crime de compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, é punido com pena de reclusão de 3 a 6 anos. Já o crime de posse de arquivos de pornografia infantil, também tipificado no mesmo estatuto, é punido com pena de reclusão de 1 a 4 anos. 

Continue Lendo

Polícia

Dois são presos em operação contra o tráfico em Cocal do Sul

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Cocal do Sul, desencadeou na manhã desta quinta-feira (14) uma operação em Cocal do Sul, no Sul do Estado, em combate ao crime de tráfico de drogas. Duas pessoas foram presas.

Foram cumpridos 04 mandados de busca e apreensão nos bairros São João e Linha Tigre, em endereços de investigados pelo narcotráfico. Foi preso temporariamente um investigado de 46 anos, que já havia sido condenado por tráfico, tendo cumprido pena. Depois de sua saída, voltou a traficar drogas. Ele foi autuado em flagrante na Linha Tigre na posse de drogas.

Outro preso foi um homem de 21 anos, autuado em flagrante no Bairro São João por tráfico de drogas. Ele estava na posse de drogas, munição calibre 9mm e celulares.

Participaram da operação o Núcleo do NOC/K9 da Polícia Civil de Criciúma, o Saer Sul da PCSC e policiais civis de Cocal do Sul, Urussanga, Morro da Fumaça, Orleans e Lauro Muller.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com