Contrato é assinado e Legislativo tem espaço para nova sede

Criciúma

Em encontro na Secretaria do Patrimônio da União (SPU) nesta quarta-feira (7/8), em Florianópolis, o presidente do Legislativo, vereador Miri Dagostim (PP), acompanhou a assinatura do contrato de uso gratuito do prédio onde funcionava o Ministério Público do Trabalho (MPT).

“Nesse contrato, a União cede ao Município de Criciúma este imóvel. Esse contrato tem duração de 20 anos e em dois anos, o Município deve efetuar melhorias no local, como consta no contrato”, pontuou o superintendente da Secretaria, Nabih Henrique Chraim.

O termo celebrado cede ao Município o local, que em cláusula assinada, repassa o uso a Câmara de Vereadores. Estiveram também no ato de assinatura, o vereador Julio Colombo (PSB), e o prefeito Clésio Salvaro.

“Estamos motivados e felizes, a Câmara de Vereadores tem sua sede própria, é uma grande conquista para o Município. Agora, concentramos forças na grande reforma que será feita nesse prédio”, pontuou o presidente da Casa, vereador Miri Dagostim.

Ainda neste mês, a licitação para reforma do prédio deverá ser encaminhada. Para abrigar a Casa do Povo, o local passará por adaptações de mobilidade e ampliação do espaço para acomodar os gabinetes dos vereadores, setores administrativos e o plenário com capacidade para até 220 visitantes.

“A Câmara paga mensalmente mais de R$ 40 mil reais no seu atual local, isso representa mais de R$ 500 mil ao ano que será economizado”, completou Dagostim.

Para o prefeito Clésio Salvaro, o esforço coletivo resultou na conquista da nova sede. “Há de se destacar o esforço do vereador Julio Colombo enquanto antigo presidente, do vereador Miri Dagostim, do senador Esperidião Amin e também do Superintendente aqui da SPU”, afirmou.

“O cidadão criciumense terá a oportunidade de ter um acesso muito mais democrático ao Legislativo. A Câmara de Vereadores, a Casa do Povo, será um local onde realmente todo cidadão terá acesso”, finalizou Salvaro.

O local cedido ao Município foi repassado ao Legislativo. “Nós temos agora a cessão de um imóvel avaliado em mais de R$ 1 milhão e vamos promover uma economia enorme com os alugueis e condomínios pagos pela Câmara atualmente. É um grande momento para o Município de Criciúma”, pontuou o vereador Julio Colombo.