Conecte-se conosco

Política

Frente Parlamentar ODS será lançada hoje na Alesc

A Frente Parlamentar de Apoio aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) na Assembleia Legislativa, coordenada pelo deputado Fabiano da Luz (PT), será lançada hoje (01/06), às 18h. O evento virtual vai abordar assuntos como a importância dos ODS às pessoas e o papel do Parlamento nesse debate. Os interessados poderão acompanhar a transmissão ao vivo pelo Canal do Youtube da Alesc.

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Frente Parlamentar de Apoio aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) na Assembleia Legislativa, coordenada pelo deputado Fabiano da Luz (PT), será lançada hoje (01/06), às 18h. O evento virtual vai abordar assuntos como a importância dos ODS às pessoas e o papel do Parlamento nesse debate. Os interessados poderão acompanhar a transmissão ao vivo pelo Canal do Youtube da Alesc.

A criação da frente parlamentar atende ao pedido da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e do Movimento Nacional ODS Santa Catarina.

O deputado Fabiano esclarece que a iniciativa tem a finalidade de estabelecer relações de cooperação para alcançar os 17 ODS – como erradicar a pobreza, a fome e assegurar educação inclusiva – que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030. “É extremamente importante priorizar essas questões humanitárias em um momento em que famílias estão em situação de vulnerabilidade, passando por uma situação mais drástica e urgente na pandemia”, afirmou o coordenador da frente parlamentar.

Para o diretor da Egem (Escola de Gestão Pública Municipal) da Fecam, Dionei Walter da Silva, a criação da frente parlamentar é uma conquista importante, pois “os ODS, adotados em 2015 em reunião entre chefes de Estado e de governos na ONU, refletem as aspirações de diversas nações para construir uma trajetória mundial com equilíbrio ambiental e social”. “As metas estabelecidas visam a construção de um mundo mais justo, próspero, sustentável e igualitário até 2030. E para que isto aconteça, cada entidade e cada cidadão precisa se engajar e fazer a sua parte.”

A frente parlamentar permitirá “a aceleração do engajamento da sociedade catarinense na Agenda 2030”, segundo o coordenador do Movimento Nacional ODS em Santa Catarina, Gilson Zimmermann. “O Legislativo analisará e promoverá estudos, iniciativas e leis voltados para políticas públicas de temas centrais da referida agenda, como por exemplo o fomento ao desenvolvimento humano e sustentável, por meio da adoção dos ODS.”

Políticas públicas
Para o coordenador Adjunto de Mobilização do Movimento ODS de Santa Catarina, Fernando Barbosa dos Santos, “a frente parlamentar é de extrema importância para a sociedade no debate sobre políticas públicas, conhecimento e no auxílio para nortear o legislativo, sobretudo quando se tem como base os ODS, uma agenda universal que tem como principal missão a construção de uma sociedade mais justa, igualitária e equilibrada”.

Com a instituição da frente parlamentar, segundo a coordenadora de Projetos Especiais na Facisc e no ODS Think Tank no Movimento ODS no estado, Adelita Adiers, a expectativa é que “a Agenda 2030 e os ODS alcancem temas relevantes para os catarinenses, oportunizando ações concretas a partir de políticas públicas coordenadas”.

A programação terá palestras dos especialistas Paulo Medeiro, secretário Executivo de Justiça e Cidadania do DF, e do deputado federal Nilto Tatto, coordenador da Frente Parlamentar Mista de Apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU no Congresso Nacional.

Integram a frente parlamentar, além do coordenador Fabiano da Luz, as deputadas Ada de Luca e Luciane Carminatti, e os deputados Coronel Mocellin, Fernando Krelling, Ismael dos Santos, Marcius Machado, Marcos Vieira, Mauricio Eskudlark, Nazareno Martins, Neodi Saretta, Ricardo Alba, Rodrigo Minotto e Valdir Cobalchini.

SAIBA MAIS

Os 17 ODS

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares;

Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável;

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades;

Objetivo 4: Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos;

Objetivo 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas;

Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos;

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos;

Objetivo 8: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos;

Objetivo 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação;

Objetivo 10: Reduzir a desigualdade dentro do Estado de Santa Catarina;

Objetivo 11: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis;

Objetivo 12: Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis;

Objetivo 13: Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos;

Objetivo 14: Conservação e uso sustentável do oceano, dos mares, dos recursos marinhos, lagos, rios e para o desenvolvimento sustentável;

Objetivo 15: Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater à desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade;

Objetivo 16: Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis; e

Objetivo 17: Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PSB anuncia Fábrio Brezola com pré-candidato à Alesc em 22

Publicado

em

Ouça esta matéria

Com a saída de Cleiton Salvaro do partido o PSB tratou logo de preencher o espaço. Em nota encaminhada a Imprensa o PSB anunciou o nome do empresário e ex-candidato a prefeito de Criciúma Fábrio Brezola como nome para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado pela região Sul de Santa Catarina.

Lançamento oficial da pré-candidatura foi realizado nesta quinta-feira e a partir de agora o partido pretende começar a trabalhar o nome de Brezola como alternativa e referência de renovação para a representatividade da região no parlamento Catarinense.

Continue Lendo

Política

Aroldinho Frigo é um dos novos nomes do PSDB para uma cadeira na Alesc

Publicado

em

Ouça esta matéria

O vereador neoveneziano Aroldo Frigo Júnior, mais conhecido como Aroldinho, do PSDB, colocou o nome à disposição do partido para concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa nas eleições de 2022. O parlamentar, que está no seu terceiro mandato como vereador em Nova Veneza, já está trabalhando internamente a questão. É formado em Administração de Empresas com habilitação em Comércio Exterior e em Direito pela Universidade do Extremo Sul Catarinense. Nas últimas eleições municipais foi mais uma vez o vereador mais votado. Na última semana, o vereador reuniu lideranças tucanas neovenezianas para buscar apoio da sigla. Novas reuniões regionais devem ser marcadas para fortalecer o seu nome para concorrer a vaga.

A convicção vem do fato de seu projeto político que começa a ser desenhado com traços mais acentuados vir recebendo adesões importantes tanto na cidade onde tem seu domicílio eleitoral como do prefeito Rogério Frigo e vereadores, de colegas de vereança de outras cidades, além de lideranças de outras siglas, entidades voltadas a cultura italiana.

“Pelo amor que tenho por trabalhar em prol do cidadão. Durante esses anos venho adquirindo experiência e quero fazer mais pela região Sul. Não precisamos ter partidos novos e sim, pessoas novas que buscam um novo espaço. Chegou o momento do PSDB oxigenar, renovar e estou preparado para enfrentar esse desafio como pré-candidato a deputado estadual e se eleito, representar o Sul Catarina na Alesc. Sou jovem com vontade, garra e determinação”, pontua Aroldinho. 

O pré-candidato também tem importante serviço dedicado às áreas culturais e econômicas da cidade. Entre as ações como vereador que abrange regionalmente, a conquista de abrir o Cartório de Registro de Imóveis para atender os municípios de Nova Veneza, Siderópolis e Treviso, beneficiando a população que necessita dos serviços. Outra ação é a busca por eficiência energética e a primeira estação de recarga de carros elétricos e híbridos em parceria com o setor público privado. 

Aroldinho destaca também a importância de ouvir os vereadores sobre a demanda municipalista. “Se tiver a oportunidade de ocupar uma cadeira na Assembleia quero ser municipalista, estar mais próximo da população e, em especial, dar atenção aos vereadores. Eles são os porta-vozes das cidades”, afirma.

Continue Lendo

Política

No PSDB, Cleiton Salvaro mira vaga na Alesc em 2022

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Suplente de Deputado Cleiton Salvaro assinou ficha nesta terça-feira no PSDB, mesmo partido onde já estão os primos Clésio e Franqui Salvaro, prefeitos de Criciúma e Siderópolis respectivamente. Agora no ninho Tucano, Cleiton quer fortalecer o nome e tentar garantir a indicação do seu nome para disputa de uma vaga na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

“Fico muito grato pela maneira como o PSDB me recebeu. Agora vou trabalhar, procurar meu espaço e mostrar que tenho condições de representar o partido no processo eleitoral para voltar a representar a região na Alesc”, avisa.

“E estamos muito satisfeitos com a chegada do Cleiton”, comemora a presidente do PSDB Geovania de Sá, acrescentando que a sigla sempre terá espaço para pessoas trabalhadoras e realmente comprometidas com o desenvolvimento de Santa Catarina.

Em 2014, fundou o Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Criciúma e, naquele mesmo ano, concorreu a uma das vagas de deputado estadual para a Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC). Foi eleito com 14.986 votos para a 18ª Legislatura (2015-2019).

Durante o mandato, liderou a bancada do Bloco Frente Renovação e foi vice-presidente da Frente Parlamentar das Micro e Pequenas Empresas. Propôs e coordenou a implantação da Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Mesorregião Sul Catarinense.

“Eu deixei o PSB porque o partido está se aproximando demais da esquerda e meus ideais são de centro direita, muito mais próximos do PSDB”, justifica Cleiton.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com