Conecte-se conosco

Política

Jeferson Monteiro assume comando do Repúblicanos em Criciúma

Publicado

em

Ouça esta matéria

Foi confirmada pela Justiça Eleitoral a composição do partido Republicanos em Criciúma. Na nominata, o advogado, Jefferson Monteiro está designado como presidente da sigla no município.

Jefferson Monteiro assumiu uma vaga na Câmara de Vereadores, como suplente e foi nomeado em duas ocasiões na atual legislatura, sendo a primeira vez no dia 1º de abril de 2021 e a segunda no dia 02 de maio deste ano, quando renunciou para dar a vaga ao vereador Paulo da Farmácia.

Na vida pública há 3 anos, Monteiro se destaca pela liderança e diálogo, tendo iniciado a sua trajetória política como filiado do MDB e depois no PSL, onde também alcançou a posição de presidente da sigla e contribuiu para a eleição de vereadores e suplentes. Em abril deste ano, seguindo o Governador Carlos Moisés, transferiu-se para o Republicanos onde atua ativamente para a expansão do partido na cidade e região, sendo pré-candidato a Deputado Estadual do Republicanos nas eleições deste ano.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Criciúma pode ganhar creche para a terceira idade

Publicado

em

Ouça esta matéria

O município de Criciúma deve começar a debater em breve a criação de uma creche para receber “alunos” da terceira idade. A proposta foi apresentada através de um requerimento pelo vereador Paulo Ferrarezi. Segundo a intenção é que a cidade ofereça estrutura para atender famílias de baixa renda que precisam trabalhar, mas tem com quem deixar seus idosos.

“Muita gente não quer colocar ou não pode colocar os pais no asilo. São Pessoas que também não tem como contratar um cuidador de idosos e que precisam trabalhar, mas acabam impossibilitadas porque precisam cuidar dos seus pais. Então a intenção é que o governo ofereça estes espaço. Os idosos ficam lá, tem um momento de interação, são bem cuidados, realizam atividades e no fim do dia retornam para a casa. Projeto semelhante já existe em outras cidades e funciona muito bem. O desejo é Criciúma também avance neste sentido”, pontua o parlamentar.

Segundo Ferrarezi o assunto agora está nas mãos do prefeito. “Fizemos o requerimento para colocar em debate este assunto. O prefeito já demonstrou em outras oportunidades este desejo. Ele determinado momento ele chegou a cogitar a construção de um asilo público no Hospital Santo Agostinho. O projeto para lá mudou, mas podemos criar esta estrutura em um outro ponto da cidade”.]

Continue Lendo

Política

Treviso emite nota sobre multa por ausência de programa para acolhimento de menores

Publicado

em

Ouça esta matéria

Tendo em vista a determinação do juízo da Vara da Infância e Juventude e Anexos da comarca de Criciúma, que determina que o município de Treviso deposite R$ 177.242,98 em subconta judicial, a Administração Municipal esclarece que, apesar de ser uma denúncia ocorrida no ano de 2019, sendo que nenhuma medida foi tomada pela gestão anterior, inclusive sem informação sobre esse fato durante o processo de transição de governo, a notícia de fato evolui para uma Ação Civil Pública no primeiro mês de 2021.

Para cumprir as determinações das políticas públicas disciplinadas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente para as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, o município de Treviso, ainda no ano de 2021, adequou a lei que institui o acolhimento familiar, firmou convênio com instituições de acolhimento e publicou edital de chamamento público de família acolhedora em razão da decisão judicial.

Quanto a recente determinação do juízo, ainda cabe recurso ao município, o que está sendo providenciado.

Continue Lendo

Política

TCU aprova privatização da Eletrobras

Publicado

em

Ouça esta matéria

O plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta quarta-feira (18), por 7 votos a 1, o modelo de privatização da Eletrobras, estatal considerada a maior empresa energética da América Latina. Esta era a última etapa pendente para que o governo pudesse executar o processo de desestatização da companhia, o que pode ocorrer ainda em 2022.

Votaram a favor os ministros Aroldo Cedraz (relator), Benjamin Zymler, Bruno Dantas, Augusto Nardes, Jorge Oliveira, Antonio Anastasia e Walton Alencar Rodrigues. O ministro Vital do Rêgo, que era o revisor do processo, votou contra.

Aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente da República em meados do ano passado, a privatização da Eletrobras aguardava uma análise do TCU para ser concluída. A Corte de contas já havia aprovado, em fevereiro deste ano, a modelagem financeira da desestatização e, agora, validou a forma como a empresa será repassada para controle acionário privado, nos moldes propostos pelo governo federal, por meio da venda de papéis.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2022 sulnoticias.com