Conecte-se conosco

Política

TJ revoga suspensão, mas votação do 2º impeachment fica para terça

Publicado

em

Ouça esta matéria

Florianópolis

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Julio Garcia (PSD), encerrou por volta das 17 horas desta quinta-feira (15) a sessão extraordinária que havia sido convocada para a votação do Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 11/2020, que trata do segundo pedido de impeachment do governador Carlos Moisés da Silva (PSL), aberta pouco depois das 15 horas e suspensa em seguida em função de decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Minutos depois do encerramento de sessão, o desembargador Monteiro Rocha, que concedeu a liminar suspendendo a votação, revogou sua decisão e autorizou a realização da sessão. Apesar disso, a votação do PDL foi transferida para a próxima sessão ordinária da Alesc, marcada para a terça-feira (20), a partir das 14 horas, por decisão do presidente do Legislativo.

Julio Garcia ressaltou que a Procuradoria da Casa comprovou que a publicação do parecer no Diário Oficial ocorreu às 14h37 da última terça-feira, respeitando-se o prazo de 48 horas para a realização da sessão.

“Mas, ainda sim, é preciso que se respeite o tempo que o magistrado necessita para elaborar a sua decisão. Como não há previsão para a decisão do desembargador, ouvindo os deputados e sabendo dos compromissos que todos assumem a partir de quinta-feira nas suas bases, em especial num momento como esse de eleição, a Presidência decide encerrar a presente sessão”, comunicou o presidente, ao encerrar a sessão.

A sessão extraordinária desta quinta (15) votaria o segundo pedido de impeachment contra Moisés, mas sua realização foi suspensa por decisão do desembargador Monteiro Rocha, após mandado de segurança impetrado pelo advogado do governador, Marcos Probst, no começo da tarde desta quinta.  O defensor argumentou que a Assembleia não respeitou o prazo de 48 horas entre a publicação do parecer da comissão especial do impeachment e a realização da sessão para a apreciação da denúncia pelos deputados.

A Procuradoria Jurídica da Alesc recorreu da liminar, com base em certidão emitida pela Coordenadoria de Publicação da Assembleia, a qual apontou que o parecer foi publicado no Diário Oficial da última terça-feira (13), às 14h37, respeitando as 48 horas exigidas pelo rito do impeachment, já que a sessão desta quinta começou após as 15 horas.

Às 17h15 desta quinta, o desembargador Monteiro Rocha acatou o pedido da Assembleia, revogou a liminar e autorizou a realização da sessão. No entanto, a Presidência da Alesc manteve a votação para a sessão da próxima terça-feira.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PSB anuncia Fábrio Brezola com pré-candidato à Alesc em 22

Publicado

em

Ouça esta matéria

Com a saída de Cleiton Salvaro do partido o PSB tratou logo de preencher o espaço. Em nota encaminhada a Imprensa o PSB anunciou o nome do empresário e ex-candidato a prefeito de Criciúma Fábrio Brezola como nome para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado pela região Sul de Santa Catarina.

Lançamento oficial da pré-candidatura foi realizado nesta quinta-feira e a partir de agora o partido pretende começar a trabalhar o nome de Brezola como alternativa e referência de renovação para a representatividade da região no parlamento Catarinense.

Continue Lendo

Política

Aroldinho Frigo é um dos novos nomes do PSDB para uma cadeira na Alesc

Publicado

em

Ouça esta matéria

O vereador neoveneziano Aroldo Frigo Júnior, mais conhecido como Aroldinho, do PSDB, colocou o nome à disposição do partido para concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa nas eleições de 2022. O parlamentar, que está no seu terceiro mandato como vereador em Nova Veneza, já está trabalhando internamente a questão. É formado em Administração de Empresas com habilitação em Comércio Exterior e em Direito pela Universidade do Extremo Sul Catarinense. Nas últimas eleições municipais foi mais uma vez o vereador mais votado. Na última semana, o vereador reuniu lideranças tucanas neovenezianas para buscar apoio da sigla. Novas reuniões regionais devem ser marcadas para fortalecer o seu nome para concorrer a vaga.

A convicção vem do fato de seu projeto político que começa a ser desenhado com traços mais acentuados vir recebendo adesões importantes tanto na cidade onde tem seu domicílio eleitoral como do prefeito Rogério Frigo e vereadores, de colegas de vereança de outras cidades, além de lideranças de outras siglas, entidades voltadas a cultura italiana.

“Pelo amor que tenho por trabalhar em prol do cidadão. Durante esses anos venho adquirindo experiência e quero fazer mais pela região Sul. Não precisamos ter partidos novos e sim, pessoas novas que buscam um novo espaço. Chegou o momento do PSDB oxigenar, renovar e estou preparado para enfrentar esse desafio como pré-candidato a deputado estadual e se eleito, representar o Sul Catarina na Alesc. Sou jovem com vontade, garra e determinação”, pontua Aroldinho. 

O pré-candidato também tem importante serviço dedicado às áreas culturais e econômicas da cidade. Entre as ações como vereador que abrange regionalmente, a conquista de abrir o Cartório de Registro de Imóveis para atender os municípios de Nova Veneza, Siderópolis e Treviso, beneficiando a população que necessita dos serviços. Outra ação é a busca por eficiência energética e a primeira estação de recarga de carros elétricos e híbridos em parceria com o setor público privado. 

Aroldinho destaca também a importância de ouvir os vereadores sobre a demanda municipalista. “Se tiver a oportunidade de ocupar uma cadeira na Assembleia quero ser municipalista, estar mais próximo da população e, em especial, dar atenção aos vereadores. Eles são os porta-vozes das cidades”, afirma.

Continue Lendo

Política

No PSDB, Cleiton Salvaro mira vaga na Alesc em 2022

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Suplente de Deputado Cleiton Salvaro assinou ficha nesta terça-feira no PSDB, mesmo partido onde já estão os primos Clésio e Franqui Salvaro, prefeitos de Criciúma e Siderópolis respectivamente. Agora no ninho Tucano, Cleiton quer fortalecer o nome e tentar garantir a indicação do seu nome para disputa de uma vaga na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

“Fico muito grato pela maneira como o PSDB me recebeu. Agora vou trabalhar, procurar meu espaço e mostrar que tenho condições de representar o partido no processo eleitoral para voltar a representar a região na Alesc”, avisa.

“E estamos muito satisfeitos com a chegada do Cleiton”, comemora a presidente do PSDB Geovania de Sá, acrescentando que a sigla sempre terá espaço para pessoas trabalhadoras e realmente comprometidas com o desenvolvimento de Santa Catarina.

Em 2014, fundou o Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Criciúma e, naquele mesmo ano, concorreu a uma das vagas de deputado estadual para a Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC). Foi eleito com 14.986 votos para a 18ª Legislatura (2015-2019).

Durante o mandato, liderou a bancada do Bloco Frente Renovação e foi vice-presidente da Frente Parlamentar das Micro e Pequenas Empresas. Propôs e coordenou a implantação da Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Mesorregião Sul Catarinense.

“Eu deixei o PSB porque o partido está se aproximando demais da esquerda e meus ideais são de centro direita, muito mais próximos do PSDB”, justifica Cleiton.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com