Conecte-se conosco

Política

TSE confirma protocolo para o dia da eleição

Publicado

em

Brasília

Os eleitores brasileiros vão retornar às urnas em novembro para eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores e devem tomar os cuidados necessários para evitar a contaminação pela covid-19. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) elaborou uma série de medidas que devem ser respeitadas nos dias do pleito para garantir a segurança em meio à pandemia do novo coronavírus. 

Os eleitores só poderão entrar nos locais de votação se estiverem usando máscaras. O uso deverá ser feito em todo o percurso, até chegar à seção eleitoral. Não será permitido se alimentar, beber ou realizar qualquer ato que exija a retirada da máscara. 

As mãos deverão ser higienizadas com álcool em gel antes e depois de votar. O produto será disponibilizado nos locais de votação. O TSE recomenda que o eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação. 

A distância de um metro entre as demais pessoas que estivem na sala também deverá ser mantida. Serão feitas marcações no chão com adesivos para indicar o distanciamento correto. O processo de identificação por biometria não será usado nas eleições deste ano para evitar a contaminação. 

A Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores que estiverem com sintomas de covid-19 não devem comparecer ao local de votação. A justificativa de falta não será feita presencialmente para evitar aglomerações. Pelo aplicativo e-Título, que pode ser usado em qualquer smartphone, será possível fazer a justificativa sem sair de casa. 

Horário de votação 

O tempo da votação foi ampliado em uma hora neste ano. As seções ficarão abertas das 7h às 17h. Das 7h às 10h será mantido um horário preferencial para que pessoas com mais de 60 anos possam votar. Nas eleições passadas. a votação começava às 8h e terminava às 17h. 

Dia da votação

O TSE elaborou um passo a passo sobre a movimentação que deve ser feita pelo eleitor dentro da seção de votação. O fluxo será orientado pelos mesários. 

1 – O eleitor entrará na seção eleitoral e deverá se posicionar na frente do mesário, seguindo o distanciamento de um metro, conforme marcação no chão;

2 – Sem contato com o mesário, o eleitor vai erguer o braço e mostrar seu documento oficial com foto;

3 – O mesário vai ler o nome do eleitor em voz alta e pedir que ele confirme se a identificação está correta;

4 – O eleitor deve guardar seu documento;

5 – O eleitor deverá higienizar as mãos com álcool em gel que será disponibilizado; 

6 – Em seguida, deverá assinar o caderno de votação com sua própria caneta.

7 – Neste momento, o eleitor receberá seu comprovante de votação;

8 – O eleitor será autorizado pelo mesário para ir até a cabine de votação;

9 – O eleitor deverá digitar o número de seus candidatos na urna eletrônica e apertar a tecla confirma após cada voto para encerrar a votação. 

10 – O eleitor deverá higienizar as mãos novamente com álcool em gel e deverá se retirar da seção eleitoral. 

Devido à pandemia de covid-19, o Congresso promulgou emenda constitucional que adiou o primeiro turno das eleições deste ano de 4 de outubro para 15 de novembro. O segundo turno, que seria em 25 de outubro, foi marcado para 29 de novembro.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ex-prefeito Evandro Gava será o presidente da Câmara em Nova Veneza

Publicado

em

Nova Veneza

Em Nova Veneza a coligação de oposição, que apoiava a chapa composta pelos candidatos a prefeito Ênio Milanez e Ângela Ghislandi, elegeu a maioria na Câmara de Vereadores. Das nove cadeiras, cinco ficaram para a coligação, sendo três do PP, uma do MDB e mais uma do PSL. Essa configuração possibilitou um acordo para a eleição da mesa diretora. Serão dois anos de presidência para os progressistas e mais dois anos divididos entre os outros dois partidos.

Pelo acordo estabelecido na última quinta-feira, 3, o vereador eleito Evandro Gava (PP) será o presidente da Câmara. O vice é Maykon Michels (MDB), a primeira secretária é Bete Bortolotto (PP) e o segundo secretário Elton Nuernberg (PSL). Conforme Evandro, a decisão foi de comum acordo entre os eleitos. “Estamos construindo e fortalecendo a união entre os três partidos para que façamos um trabalho propositivo na câmara, com resultados positivos para o povo de Nova Veneza”, afirmou.

Continue Lendo

Política

Vítima de Covid-19, ex-vereador Pedro Gabriel morre aos 74 anos

Publicado

em

Içara

Morreu na noite desta quarta-feira, no Hospital da Unimed, o ex-vereador de Içara e ex-presidente da Cooperaliança Pedro Dionísio Gabriel. Ele tinha 74 anos. Seu Pedro foi diagnosticado com o novo Coronavírus durante o mês de Novembro. o Ex-parlamentar tinha algumas comorbidades e não conseguiu se recuperar das complicações provocadas pela Covid-19. No início desta semana ele acabou sendo entubado e não resistiu.

Seu Pedrinho, como era conhecido, foi eleito para cinco mandatos. Começou em 1983 e colecionou mandatos consecutivos até 2004. Foi eleito a primeira vez no PDS, atual PP e nunca mudou de partido . Seu Pedrinho também foi presidente da Cooperaliança. O prefeito Murialdo Gastaldon deve decretar luto oficial de três dias cidade em respeito a memória do ex-parlamentar.

Continue Lendo

Política

Definida a nova mesa diretora do legislativo de Forquilhinha

Publicado

em

Forquilhinha

Uma reunião realizada na noite desta segunda-feira definiu o novo comando da Câmara de Vereadores de Forquilhinha. A composição da mesa diretora foi por consenso e reúne os vereadores eleitos pela mesma coligação do prefeito Eleito José Cláudio Gonçalves, o Neguinho.

A presidência ficará com o petista Célio Elias. Valdeci Figueredo fica com a vice-presidência. Já a primeira secretaria será da vereadora Ivone Minatto e o segundos secretário será o vereador Marcos Rocha Macedo.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com