Divulgação

Ônibus Lilás cumpre roteiro pela região

O ônibus lilás, do projeto “Mulher, Viver sem Violência”, chega à região e segue até o próximo mês atendendo as mulheres do campo vítimas da violência doméstica. O objetivo é atuar na prevenção e levar orientações às áreas mais afastadas.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Criciúma, por meio da Comissão da Mulher Advogada, está inserida no projeto compartilhando o conhecimento na área jurídica. A partir de amanhã (25) o ônibus lilás percorrerá as áreas rurais de Siderópolis, Içara, Forquilhinha, Criciúma e Nova Veneza.

A presidente da Comissão, Rosana Guimarães Corrêa, explica que dentre as orientações uma que será repassada é sobre os vários tipos de violência, que não é somente a física.

“Tem a violência psicológica, patrimonial e a institucional que é aquela que quando a vítima procura um órgão ela não recebe o atendimento devido. São esses os tipos de violência das quais as advogadas da região estarão prestando atendimento, não somente às vítimas de violência doméstica, mas a quem estiver interessado no assunto”, atenta.

Rosana ressalta que a OAB é apoiadora do projeto por ser também um instrumento de enfrentamento à violência doméstica. “Por isso nós temos a Comissão da Mulher Advogada que é voltada para este tipo de problema dentro do nosso meio jurídico e social. Toda forma de violência que for denunciada dentro da OAB nós temos por obrigação apurar”, informa.

O projeto “Mulher, Viver sem Violência” está inserido no Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra a Mulher que é um programa do Governo Federal em parceria com o Governo do Estado e municípios

A unidade móvel é preparada para transitar em áreas rurais e está equipada para prestar orientações sobre os direitos da mulher e violência doméstica e para divulgar os serviços públicos existentes para proteção social.

O ônibus lilás possui salas com divisórias para garantir um atendimento privativo e humanizado. A atividade é organizada pela Coordenadoria da Mulher, vinculada a Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, em parceria com as Agências de Desenvolvimento Regional, Prefeituras e OAB´s.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *