Conecte-se conosco

Economia

Desemprego atinge maior índice desde 2012

Publicado

em

Brasília

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 13,8%, no trimestre de maio a julho de 2020. O percentual representa a maior taxa da série histórica, que começou em 2012. Em relação ao trimestre anterior, corresponde alta de 1,2 ponto percentual. De fevereiro a abril tinha sido de 12,6%.

Na comparação com o mesmo trimestre de 2019 (11,8%) a diferença é maior: são 2 pontos percentuais a mais. A população desocupada chegou a 13,1 milhões de pessoas, o que significa aumento de 4,5% ou 561 mil pessoas a mais em relação ao mesmo período de 2019.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada hoje (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A população ocupada caiu para 82 milhões. É o menor contingente da série histórica da pesquisa. A queda ficou em 8,1%, o que representa menos 7,2 milhões pessoas na comparação com o trimestre anterior, e 12,3% (menos 11,6 milhões) frente ao período de maio a julho de 2019. O nível de ocupação também foi o mais baixo da série, atingindo 47,1%, caindo 4,5 pontos frente ao trimestre anterior e 7,6 pontos contra o mesmo trimestre de 2019.

De acordo com a analista da pesquisa Adriana Beringuy, o mercado de trabalho está em um cenário de avanço em relação à taxa de desocupação e interrompe um processo que vinha sendo observado desde 2017, no qual, à medida em que se aproximava da metade do ano, a tendência era de recuo dessa taxa. “Estamos vivendo um momento de grande impacto no mercado de trabalho, o que mostra também a reversão de uma sazonalidade observada em anos anteriores”, disse.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Casa do Empreendedor: dois anos auxiliando na abertura de novos negócios em Criciúma

Publicado

em

Criciúma

Um local único, que oferece orientação, apoio e o suporte necessário para os empreendedores. Essa é a Casa do Empreendedor de Criciúma. Completando dois anos de funcionamento no Paço Municipal Marcos Rovaris, o setor cumpre um importante papel de incentivo na geração de empregos e empreendedorismo. Até o momento, foram abertas mais de 5.600 novas empresas na cidade. 

Mesmo em plena pandemia, o órgão disponibiliza todos os serviços como a emissão de alvarás, notas fiscais e certidões, presencialmente, ou de forma online pelo endereço [email protected] “O site é um facilitador, pois explica o passo a passo de como abrir uma empresa”, comentou o coordenador da Casa do Empreendedor, Agenor Brunel.

“A Casa do Empreendedor unificou em um só local, todos os segmentos necessários para abrir uma empresa, facilitando e agilizando a vida do empreendedor, levando até três dias para liberar o alvará de funcionamento”, complementou Brunel.  Estes segmentos são:  Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), Vigilância Sanitária, Fiscalização de Posturas e liberação do Alvará de Funcionamento. 

O setor beneficia todos os portes de negócios, como Microempreendedores Individuais (MEIs), Microempresa (ME), Empresas de Pequeno Porte (EPP), Empresas de Médio Porte (EMP), Empresas de Grande Porte (EGP) e profissionais autônomos.

Novos serviços

Entre os novos serviços oferecidos pela Casa do Empreendedor estão a emissão de guias DAS-MEI, declaração anual (MEI), auxílio para emissão de notas fiscais e orientações sobre linhas de crédito disponíveis ao Micro e Pequeno Empreendedor.

Neste ano, também foi aberto um novo um canal de comunicação entre a Casa e os contribuintes/empreendedores. O contato por meio do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp, pode ser feito pelo número (48) 9 9951-2785. 

Áreas industriais

Criciúma já possui cinco áreas industriais, localizadas nos bairros Cristo Redentor, Rio Maina, Laranjinha, Linha Batista e Bosque do Repouso. A Casa do Empreendedor está responsável pelos trâmites do processo do sexto espaço, localizado no bairro Verdinho. A previsão de inauguração é para o primeiro trimestre de 2021.

Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação

Cursos, capacitações e consultorias começaram a ser feitos em conjunto com a Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação em 2020. Entre eles estão parcerias com Sebrae, Instituto Mix e outras empresas, dentro dos programas Supera Criciúma e Inova Criciúma.   

Continue Lendo

Economia

Estimativa de crescimento da economia cai para 1,99%

Publicado

em

Brasília

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a projeção para a inflação e reduziram a estimativa de crescimento da economia.

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – caiu de 2,17% para 1,99% em 2020, na quarta redução consecutiva. A estimativa das instituições financeiras para os anos seguintes – 2021, 2022 e 2023 – permanece em 2,50%.

Inflação

A estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu de 3,19% para 3,20%. A informação consta no boletim Focus, pesquisa semanal do BC que traz as projeções de instituições para os principais indicadores econômicos.

Para 2021, a estimativa de inflação se mantém em 3,75%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,50% em 2022 e 2023.

A projeção para 2020 está abaixo do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é 4% em 2020. Para 2021, a meta é 3,75% e para 2022, 3,50%. O intervalo de tolerância para cada ano é 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, ou seja, em 2020, por exemplo, o limite mínimo da meta de inflação é 2,5% e o máximo, 5,5%.

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 4,25% ao ano. Para o mercado financeiro, a Selic deve ser mantida no atual patamar até o fim do ano. Em 2021, a expectativa é de aumento da taxa básica, encerrando o período em 5,5% ao ano. Na semana passada, a previsão estava em 5,75% ao ano, ao final de 2021. Para o fim de 2022 e 2023, a previsão foi mantida em 6,5% ao ano.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já a manutenção da Selic indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Dólar

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 4,20 para o fim deste ano e subiu de R$ 4,15 para R$ 4,20, ao fim de 2021.

Continue Lendo

Economia

Projeto da nova área industrial de Criciúma segue em ritmo acelerado

Publicado

em

Criciúma

Com o intuito de fomentar ainda mais a economia do município, o Governo de Criciúma está com o projeto de implementação da nova área industrial, localizada no bairro Verdinho e que já está próximo da fase final. A previsão de inauguração é para o primeiro trimestre de 2021, podendo gerar aproximadamente 500 novos empregos.

A área conta com 20 lotes, variando de três a 20 mil metros quadrados e se encontra no mesmo terreno do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Pedro Raimundo. A Casa do Empreendedor está responsável pelos trâmites do processo. Criciúma já possui cinco áreas industriais, localizadas nos bairros Cristo Redentor, Rio Maina, Laranjinha, Linha Batista e Recanto Verde.

“Temos a expectativa de quando o loteamento estiver pronto, outros sejam encaminhados e lançados. Sempre com o objetivo de gerar emprego e renda na cidade”, comentou o coordenador da Casa do Empreendedor, Agenor Brunel.

Casa do Empreendedor

O setor da Prefeitura de Criciúma traz facilidades aos munícipes, como a emissão de alvarás de forma online, a formalização de uma MEI e de profissionais autônomos feita em até três dias, entre outros serviços. Além de incentivar a geração de empregos o empreendedorismo no município.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com