Conecte-se conosco

Economia

Empresários da Henrique Lage se unem para fortalecer o comércio

Publicado

em

Ouça esta matéria

Tradicional há décadas no coração da cidade, a Rua Henrique Lage faz parte da história de Criciúma desde a colonização. Segundo relatos históricos, com o impulso da indústria carbonífera e o surgimento de empresas na região central, o comércio iniciou ali no início do século passado, firmando a Henrique Lage como uma das principais vias do município. Para trazer de volta à memória dos criciumenses os bons tempos do varejo, um grupo de cinco empresários está criando uma associação. A “Rua Comercial Henrique Lage” já tem ações sendo desenvolvidas e aposta em um novo tempo para o comércio local, funcionando como se fosse um shopping a céu aberto.

A iniciativa é da empresária Erica Mendes, que comanda a Mek Joias. Segundo ela, o grupo quer trazer nova vida para a rua. “O comércio mudou e com a Henrique Lage não foi diferente. Embora o nome da rua, que é muito conhecido, tenha deixado de ser falado, o comércio ainda é muito vivo aqui e precisamos relembrar isto”, enaltece Erica.

O grupo está em fase inicial, contudo, a empresária ressalta que os trabalhos são, a partir de agora, permanentes. “Vamos caminhar de passo em passo até podermos criar um calendário que o cliente possa lembrar e pensar na rua para conferir as novidades”, esclarece.

Primeira ação: Dia dos Pais

Uma das primeiras ações já ocorre agora no dia dos pais, comemorado no dia 12 de agosto. Ao comprar em uma das cinco lojas do grupo, os clientes receberão um cupom para participar de um sorteio. Cinco vales de R$ 200 serão sorteados para que o ganhador possa aproveitar em todas as lojas pertencentes.

União dos empresários

A “Rua Comercial Henrique Lage” é, por ora, a junção das lojas Mek Joias, Session Store, Special Modas, Estilo Urbano e Marzan. Porém, qualquer empresário da rua está convidado a participar.

Rangel Pereira, proprietário da Estilo Urbano, abriu a loja há poucos meses, no entanto, tem a ciência de que é a união de todos que pode levar a Henrique Lage de volta aos “anos dourados” do comércio central criciumense. “Precisamos nos atualizar, afinal, se ficarmos parados não vamos a lugar nenhum. Nossa movimentação é fundamental. A associação vai dar um impulso muito grande para este começo. Acredito que com o nosso planejamento a longo prazo teremos muitos resultados”, estima Pereira.

O proprietário da Session Store, Daniel Silveira Lima, acredita que é desta forma que o comércio tradicional da Henrique Lage vence a crise pela qual todo país está passando. “Todo mundo sabe qual é e onde é a Henrique Lage. Com a crise, algumas lojas acabaram fechando e com nossas ações, com certeza vamos conseguir fazer a Henrique Lage voltar ao que era antigamente”, acredita Lima.

Erica reitera que é necessário a união de mais empresários para que a associação cresça. “Precisamos de pessoas que tenham visão de futuro e que olhem para a rua com expectativa de duplicar suas vendas”, acrescenta Erica.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Içara recebe mutirão de empregos com 50 vagas na próxima segunda-feira

Publicado

em

Ouça esta matéria

Içara, por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine), recebe na próxima segunda-feira, dia 2, um mutirão de empregos com aproximadamente 50 vagas para a empresa Ease Indústria e Comércio de Confecções. Os interessados devem comparecer ao térreo do Paço Municipal Ângelo Lodetti, torre sul, na Prefeitura de Içara, das 8h às 12h ou das 13h às 15h. Os candidatos devem levar currículo e carteira de trabalho.


As vagas são para os setores de lavanderia, expedição, manutenção predial, acabamento, corte, revisão de peças, passadoria e recuperação de peças. A Ease Indústria e Comércio de Confecções atua há 20 anos no ramo têxtil e está localizada no bairro Dagostim, em Criciúma.


São mais de 500 colaboradores na empresa, em dois turnos de trabalho. A empresa disponibiliza transporte para os colaboradores e não é necessário experiência na área para as vagas disponíveis.

Continue Lendo

Economia

Região Carbonífera fecha o primeiro semestre com quase 7 mil empregos adicionados

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Ministério da Economia divulgou nesta quinta-feira, 29, os dados de junho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) e os números mostram que a Região Carbonífera fechou o primeiro semestre com 6.843 empregos adicionados. No mesmo período do ano passado, os 12 municípios que compõem a região haviam perdido, na soma, mais de 2,5 mil postos de trabalho com carteira assinada.

“Desde janeiro, o mercado de trabalho formal registra mais contratações que demissões na Região Carbonífera, culminando com quase 7 mil novas vagas no acumulado do ano. É um sinal claro de que os setores econômicos mantiveram a recuperação iniciada no segundo semestre de 2020. Isso dá confiança aos empresários para que continuem investindo em suas atividades e ampliando seus negócios”, avalia o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin.

A geração de empregos no período foi puxada por Criciúma, que acrescentou 3.302 novas vagas entre janeiro e junho. Içara confirmou o segundo melhor desempenho da região, com a adição de 1.013 novos postos de trabalho formal no primeiro semestre. A seguir, aparecem Forquilhinha, com 455, e Morro da Fumaça, com 419. Urussanga somou 339, enquanto Nova Veneza chegou a 314.

“É preciso ressaltar que todos os municípios da região tiveram saldo positivo no primeiro semestre”, observa Dagostin, referindo-se ainda às 264 vagas de Orleans, 256 de Cocal do Sul, 163 de Balneário Rincão, 159 de Siderópolis, 105 de Lauro Müller e 54 de Treviso.

Crescimento considerável em junho

Em junho, a Região Carbonífera registrou 6.657 admissões e 5.840 desligamentos, resultando em saldo positivo de 817 empregos. O desempenho significa um aumento considerável em comparação com o mesmo mês de 2020.

Também no mês de junho o maior volume foi gerado por Criciúma: 569 novas vagas. Com 91 empregos de saldo, Forquilhinha vem na sequência, deixando Içara em terceiro, com 80. 

A região segue a tendência de alta verificada em Santa Catarina. O Estado obteve saldo de 14.966 empregos em junho, acumulando 126.111 no primeiro semestre, o melhor desempenho entre os três estados do Sul e o terceiro maior do país, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.  

Continue Lendo

Economia

Empresa de tecnologia para o transporte ultrapassa marco de R$ 1 bilhão em transações

Publicado

em

Ouça esta matéria

A tecnologia é o setor que mais cresce no mundo. Nos últimos 30 anos, a informação ganhou o ambiente digital e fez aumentar significativamente a circulação de capital a nível mundial. A Sistema Info, empresa sediada em Criciúma, ultrapassou no último mês a marca de R$ 1 bilhão em transações realizadas através de seus produtos de tecnologia para o transporte. Completando três décadas nesta quinta-feira, 29, o objetivo agora é consolidar a marca a nível nacional.

Entre as principais atividades da empresa está a criação de produtos digitais, como softwares e aplicativos, que visam fornecer soluções para descomplicar o transporte rodoviário de cargas, agregando segurança aos seus clientes. O diretor executivo da Sistema Info, Rodolpho Brock, defende que o comprometimento e a transparência são valores chaves da empresa, que é referência no setor em Santa Catarina. “Trinta anos depois, temos o orgulho de continuar atendendo o nosso primeiro cliente”, destaca.

Desde 2006, a Sistema Info atua exclusivamente na Vertical Transporte como parceira no Brasil da SAP, empresa líder global no segmento de tecnologia para gestão de empresas. Segundo dados corporativos da organização alemã referente ao mês de julho, 94% das 500 maiores empresas do mundo são clientes SAP. Em escala mundial, cerca de $ 46 trilhões são movimentados dentro de aplicativos e softwares desenvolvidos pela SAP — ou seja, 87% do comércio global total.

Investimento em tecnologia desde 1991

Solidez e know-how são características que distinguem a Sistema Info do restante do mercado. Em 1991, Luiz Guilherme Henkin fundou a empresa com a visão inovadora de fornecer valor e segurança através da tecnologia da informação. Na época, ele tinha apenas um cliente. Hoje, a Sistema Info conta com mais de 2 mil empresas atendidas em todo país — conquista que só foi possível graças ao olhar arrojado e visão de mercado do seu fundador.

Há dois anos, a empresa sofreu com a morte inesperada de Luiz aos 62 anos. Apesar do abalo da perda, o fundador assegurou um legado de determinação, competência e inteligência dentro da Sistema Info — características presentes até hoje no dia a dia da equipe. “A vida me desafiou a assumir o legado do meu ídolo e nosso fundador. É com muito carinho, respeito e força de vontade que venho me dedicando a dar continuidade ao seu trabalho de excelência na direção da empresa”, reflete Rodolpho.

Solução inovadora para pagamento de motoristas autônomos

Atuando como fintech desde 2018, a Sistema Info conta com uma importante inovação para o pagamento de motoristas de transportes autônomos. O “ATS Frete Conta Digital” oferece uma solução para o Pagamento Eletrônico de Frete (PEF), permitindo aos empresários realizar o pagamento do transporte e vale-pedágio ao caminhoneiro através do cartão ATS.

Com esse cartão, o motorista de transporte autônomo pode abastecer o caminhão, pagar o pedágio, comprar em qualquer estabelecimento na função débito, e ainda realizar saques em toda Rede 24 Horas. Além disso, o ATS Frete Conta Digital oferece as mesmas facilidades de um Internet Banking — sendo um dos produtos mais promissores da Sistema Info.


Mais de 30 vagas de emprego abertas

Conforme a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais (Brasscom), as empresas do segmento contrataram mais profissionais durante o primeiro semestre de 2021 do que no ano passado inteiro. Em Criciúma, a Sistema Info está contribuindo com a geração de novos empregos e conta com mais de 30 vagas abertas para atuação em diferentes setores. Você pode conferir todas as posições no link: Trabalhe Conosco – Sistema Info.

O mercado de tecnologia da informação já vinha crescendo no Brasil, mas a pandemia de Covid-19 acelerou ainda mais o processo de transformação digital — com destaque para o setor de transportes, que não pode interromper suas atividades por se tratar de um dos poucos serviços essenciais para o país. Os próximos passos da empresa consistem em assumir a liderança do segmento no mercado nacional, mantendo a excelência de atendimento e desenvolvendo soluções inovadoras.

“Antes de mais nada, minha maior esperança está com a vacinação em massa e o retorno ao convívio social normalizado para toda população. Meu maior desafio é honrar o legado desta grande empresa que meu pai nos deixou, reproduzindo e respeitando os valores que ele me ensinou. Espero elevar nossos resultados quatro vezes mais até o final de 2024. Para isso, conto com a dedicação e o comprometimento do nosso time, além dos mais de 200 profissionais que planejamos contratar para fazer parte dessa história”, finaliza Rodolpho Brock, diretor executivo da Sistema Info.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com