Conecte-se conosco

Polícia

Homem é assassinado no bairro Boa Vista em Criciúma

Publicado

em

Um homem de 34 anos foi assassinado, por volta das 23h30 dessa quarta-feira (4), no bairro Boa Vista, em Criciúma.

Conforme as informações da Central Regional de Emergências, a vítima foi atingida por um tiro que transfixou o braço e atingiu o tórax. O corpo foi recolhido pelos técnicos do Instituto Médico Legal.

Apesar das rondas, ninguém foi preso e o caso foi repassado à Polícia Civil.

Com informações de Carlos Felippe/Difusora

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PM localiza arma e apreende quase 10 quilos de maconha no Renascer

Publicado

em

Criciúma

Uma operação da Polícia Militar terminou com a apreensão de quase 10 quilos de maconha nesta segunda-feira. O flagrante foi registrado no bairro Renascer, em Criciúma. Na ação uma arma também foi localizada pelos militares.

O ponto de tráfico foi descobertura durante uma ronda rotineira pela comunidade. Durante o trabalho de patrulha, os PMs receberam informações anônimas sobre uma residência na rua Cirlei Maria Barbosa Leandro onde estaria ocorrendo a prática do tráfico. Ao chegar na casa duas femininas foram abordadas. Elas confirmaram que moravam no imóvel, mas afirmaram desconhecer qualquer prática ilícita.

Durante as buscas, sob o assoalho da casa os policiais encontraram 9.856 kg de maconha, diversas porções de substância semelhante à crack, embaladas, pesando aproximadamente 543 g, diversas porções de substância semelhante à cocaína, embaladas, pesando aproximadamente 300 gramas, dois rolos de plástico filme, uma balança de precisão, uma tesoura, uma Pistola marca Canik TP9 calibre 9mm, com 1 munição no carregador.

As mulheres negaram a propriedade do material e afirmaram que ele pertencia a frequentadores do terreno. Como elas não informaram os nomes dos supostos responsáveis pela arma e pela droga acabaram detidas em flagrante e levadas a DP para os procedimentos legais.

Continue Lendo

Polícia

Trans é atacada com mais de 30 punhaladas em Içara

Publicado

em

Içara

Uma transsexual de 28 anos foi alvo de uma tentativa do homicídio no último sábado, em Içara. O caso está sob os cuidados da Polícia Civil, que trabalha para tentar identificar o autor das agressões. Além de receber mais de 30 facadas, ela ainda teve o carro e os pertences pessoais roubados. Justamente por isso o caso vem sendo tratado como tentativa de latrocínio.

Mineira radicada na região Rebeka Curtts relatou a agressão a Polícia e também expôs o caso nas redes sociais. O crime ocorreu na madrugada do último sábado. A vítima relatou a polícia que conhece um dos agressores e que o mesmo é seu cliente já há algum tempo.

Depois do ataque ela conseguiu escapar e pediu ajuda em um sítio. Em seguida foi socorrida pelos bombeiros e encaminhada ao Hospital. Um dos motivos para agressão seria uma dívida que o autor do crime teria com a vítima. Enquanto a Polícia Trabalha no caso, Rebeka promete uma manifestação em frente ao Fórum para pedir justiça. Ela ressalta que não é a primeira vez que é vítima de agressões na região.

Continue Lendo

Polícia

Homens são condenados por latrocínio de taxista em Urussanga

Publicado

em

Urussanga

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação de dois homens pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver de um taxista, ocorridos em janeiro deste ano em Urussanga. André dos Santos e Gutierri Pavan José foram condenados, respectivamente, a 27 anos e 10 meses e a 31 anos e 4 meses de reclusão em regime inicial fechado.

A ação penal ajuizada pela 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Urussanga relata que os dois réus se encontraram no dia 14 de janeiro para usar drogas. Para comprá-las, decidiram assaltar o taxista Joãozinho Bellucco, que já era conhecido de André e foi chamado com a desculpa de fazer uma corrida até a cidade vizinha de Morro da Fumaça.

Conforme denúncia apresentada pelo Promotor de Justiça Elias Albino de Medeiros Sobrinho, no trajeto da suposta corrida, na rodovia SC-445, ainda em Urussanga, os criminosos anunciaram o assalto e ordenaram a Joãozinho que parasse o veículo. Ali amarraram as mãos da vítima, cobriram sua cabeça com uma fronha e um saco plástico e roubaram seu celular, sua aliança e cerca de R$ 700,00 em dinheiro.

Em seguida, colocaram o taxista no banco de trás do veículo e se dirigiram para um local ermo – uma área isolada e cercada por mato na estrada que dá acesso ao Morro da Lagoa – onde André asfixiou o taxista utilizando uma corda de varal. Em seguida, os réus esconderam o corpo da vítima no mato, debaixo de pedaços de madeira e galhos de árvore.

Na sequência, em poder dos objetos roubados, os criminosos fugiram com o veículo da vítima, que foi abandonado e incendiado em outro lugar, com a intenção de destruir qualquer vestígio que os pudesse incriminar. O automóvel foi encontrado no dia seguinte. O corpo de Joãozinho, porém, só foi achado quatro dias depois pelo seu filho, que organizou buscas na região com ajuda de parentes.

Nos dias subsequentes, a investigação policial chegou aos autores do crime, ao apurar a tentativa de negociação do celular roubado e imagens da movimentação do veículo flagradas por câmeras de segurança. Os dois foram, então, presos temporariamente e em seguida tiveram decretada a prisão preventiva, situação que perdurou até a condenação.

O Juízo da 2ª Vara da Comarca de Urussanga julgou a ação do Ministério Público procedente e condenou os réus pela prática dos crimes de latrocínio (roubo cuja violência resulta na morte da vítima) e ocultação de cadáver. Presos durante todo o curso do processo, os réus tiveram negado o direito de apelar em liberdade. A decisão é passível de recurso.

Continue Lendo

Mais vistos