Conecte-se conosco

Economia

Jantares para impulsionar a venda dos namorados

Publicado

em

Ouça esta matéria

A celebração do amor já está nas vitrines. Além de movimentar o comércio, o romantismo que ambienta o início de junho também contemplará 10 casais com jantares sorteados pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Içara. Todos os vencedores da promoção do Dia dos Namorados serão anunciados às 15h do dia 16. “Os cupons estarão disponíveis a partir da próxima semana. Acreditamos na criatividade dos nossos lojistas para atrair os clientes e também no impacto desta campanha nas vendas”, coloca o presidente Alexandre Fernandes.

A campanha desenvolvida pela CDL neste ano ressalta o amor sempre presente no comércio de Içara. Afinal, o amor é o principal motivo para as datas comemorativas. “Quando presenteamos alguém reforçamos esta relação de carinho”, acrescenta Alexandre. “Namorados de todas as idades serão bem recebidos em todas as lojas com promoções, vitrines decoradas, condições especiais de pagamento, atendimento de qualidade e diversas opções de presentes”, afirma também o presidente da FCDL, Ivan Roberto Tauffer.

Economia

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

Publicado

em

Ouça esta matéria

Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo o ministro, a medida só vai ocorrer depois da aprovação do Orçamento Geral da União deste ano.

“O abono salarial já foi antecipado. Agora, assim que aprovar o orçamento, vai ser antecipado o décimo terceiro justamente dos mais frágeis, dos mais idosos, como fizemos da outra vez”, disse o ministro. No ano passado, os beneficiários do INSS tiveram o décimo terceiro antecipado para abril como medida de ajuda à população mais afetada pela pandemia de covid-19.

O ministro deu a declaração após reunião com o deputado Daniel Freitas (PSL-SC), relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) Emergencial na Câmara dos Deputados. Aprovado ontem (5) em segundo turno pelo Senado, o texto foi encaminhado para a Câmara, onde deve ser votado na próxima semana.

Guedes também anunciou que pretende reeditar o programa de suspensão de contratos e de redução de jornada (com redução proporcional de salários) que vigorou no ano passado. “O BEm, que é o programa de preservação de empregos, já estão sendo disparadas as novas bases. Então, tem mais coisa vindo por aí”, acrescentou Guedes.

Chamado de Benefício Emergencial (BEm), o programa prevê que o trabalhador com contrato suspenso ou jornada reduzida receba a parcela do seguro-desemprego a que teria direito se fosse demitido em troca do corte no salário. Em troca, o empregador não pode demitir o trabalhador após o fim da ajuda pelo tempo em que o trabalhador recebeu o BEm.

acinação

Guedes voltou a defender a vacinação em massa como a principal medida para salvar a economia e não respondeu a perguntas sobre uma eventual ampliação do Bolsa Família.

“O grande desafio é a vacinação em massa. Na saúde, nós precisamos avançar rapidamente para não derrubar a economia brasileira de novo. Além da dimensão humana, das tragédias, das famílias, tem o perigo de derrubar a economia de novo e aí você agudiza todo o problema brasileiro”, declarou. “Agora é saúde, vacinação em massa, não vamos falar de Bolsa Família agora.”

PEC Emergencial

Em relação à PEC Emergencial, o deputado Daniel Freitas disse que não pretende alterar o texto aprovado pelo Senado para acelerar a tramitação da proposta. Ele afirmou que apresentará uma minuta do relatório na próxima segunda-feira (8).

“O Brasil tem pressa, a urgência dessa matéria é evidente e precisamos dar celeridade no processo. Qualquer alteração na PEC faz o Brasil atrasar, portanto, vamos discutir e conversar e tentar acelerar o mais rápido possível a aprovação dessa PEC”, comentou o relator da proposta na Câmara.

Continue Lendo

Economia

Setor cerâmico de Criciúma pode ter exportação facilitada

Publicado

em

Ouça esta matéria

A pedido da indústria cerâmica da região, o Plano de Desenvolvimento Econômico (Pedem) de Criciúma organizou uma reunião on-line nesta sexta-feira (5) com os representantes do Porto de Imbituba, da prefeitura e do segmento ceramista para discutir a possibilidade de exportação de cargas do setor e também transporte para outras regiões do Brasil. Esse foi o segundo encontro promovido pelo projeto, de iniciativa e fomento do poder público municipal, para atender demandas da indústria cerâmica. O primeiro ocorreu em dezembro e solicitou a disponibilização de mais gás natural para a região, junto à Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGás).

“Estamos empenhados em solucionar todas as dores do setor cerâmico e outros cinco eixos. Por isso, estamos estudando e escutando todas as demandas e buscando atendê-las, porque o Governo de Criciúma quer administrar juntos aos empresários e fazer o município crescer ainda mais e de maneira sustentável”, explicou o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Aldinei Potelecki.

Na próxima segunda-feira (8), uma nova reunião será realizada com representantes da Prefeitura de Criciúma, Sindicato das Indústrias de Cerâmica (Sindiceram), Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e outras instituições. Na pauta, está previsto o levantamento de volume de carga de exportação da região, pedido solicitado pelo Porto de Imbituba, para dar continuidade nas tratativas.

Pedem

O plano visa estudar, planejar e desenvolver seis eixos da cidade: cerâmica, moda, comércio, tecnologia, construção civil e educação, este último transversal, ou seja, perpassa todos os outros. O objetivo é analisar cada segmento para garantir o desenvolvimento econômico, ecológico e social do município.

Continue Lendo

Agronegócio

Morro da Fumaça amplia convênio com cooperativa de agricultores familiares

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Governo de Morro da Fumaça renovou o convênio com a Cooperativa da Agricultura Familiar Fumacense para 2021. O documento foi assinado pelo prefeito Noi Coral e pelo presidente da entidade, Antonio Nascimento de Oliveira, em ato realizado na manhã desta quarta-feira, dia 3, e  que também contou com a presença da diretora de Serviços Rurais, Patrícia Coral.

Além de renovar o convênio, o Município ampliou o valor repassado. “Os produtores rurais de Morro da Fumaça merecem todo o apoio do Poder Público Municipal e esta é mais uma ação entre tantas outras que realizamos em reconhecimento ao trabalho desempenhado por eles e que tanto contribui com a nossa cidade”, fala o prefeito.

Conforme a diretora de Serviços Rurais, Patrícia Coral, a iniciativa possibilita o auxílio aos agricultores. “É um estímulo que ajuda a deixar as coisas mais organizadas, pois contribui nos pagamentos administrativos, contador, médico veterinário que vai atuar como responsável técnico para as agroindústrias que busca a regularização no Serviço de Inspeção Municipal, entre outras coisas”, diz.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com