Conecte-se conosco

Economia

Morro da Fumaça terá queda de mais de R$ 700 mil por mês na arrecadação

Publicado

em

Ouça esta matéria

Morro da Fumaça 

A crise ocasionada pela pandemia do coronavírus (Covid-19), já causa impactos econômicos tanto no setor privado quanto no público. Prova disso, é que o Município de Morro da Fumaça terá queda de, pelo menos, R$ 700 mil por mês na arrecadação. Somente em ICMS, a queda será de 50%, ou seja, R$ 500 mil. Isso afeta arrecadação de ICMS, repasses do Fundeb, ISS, ITBI, entre outros. “Este valor que o município deixará de arrecadar é mais alto que o superávit. Estamos preocupados com estes meses mais críticos da pandemia, mas trabalharemos para que os problemas sejam menores que os previstos”, ressalta o prefeito, Noi Coral.

Na manhã desta segunda-feira, dia 6, o prefeito e vice, Eduardo Sartor Guollo, trataram do assunto em encontro com secretários, diretores e coordenadores.

Gestão consciente

O prefeito diz ainda que desde o início da gestão, trabalha com um quadro de servidores enxuto e com respeito ao dinheiro público. “Estas atitudes que sustentamos ao longo destes anos nos dão tranquilidade neste momento. Fizemos revisão de contratos, economizamos em várias áreas, não possuímos servidores com altos salários, tudo isso nos permite dar continuidade aos trabalhos mesmo neste período complicado em que todo o país passa”, enfatiza.

Mais medidas podem ser adotadas

O prefeito, Noi Coral e o vice, Eduardo Sartor Guollo, já estudam, junto à equipe de governo, as possíveis iniciativas que devem ser tomadas na próxima semana visando diminuir este impacto. “Não mediremos esforços para equilibrar as contas e para que os fumacenses não sofram este impacto”, comenta o prefeito.

Atendimento à comunidade não será afetado

Na última sexta-feira, dia 3, os prefeitos da região estiveram reunidos mais uma vez para debater os impactos. “Todas as cidades serão afetadas. Isso não é particularidade de Morro da Fumaça, mas iremos trabalhar, estudar todas as possibilidades para não afetar os serviços prestados à comunidade, principalmente na área da saúde e da assistência social. Faremos o possível para manter e até mesmo melhorar os serviços para as pessoas que mais necessitam neste momento”, fala o vice-prefeito, Eduardo Sartor Guollo.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Supera Criciúma dispõe de ferramentas online para vendas e cursos digitais

Publicado

em

Ouça esta matéria

Considerada a maior ferramenta do programa Supera Criciúma, o Compre Digital do Comércio Local, possui 427 empresas ativas no cadastro. Trata-se da campanha que foi criada pela Prefeitura Municipal, no início da Covid-19, a fim de amenizar os impactos econômicos causados pelo vírus. Entre as ações que alavancam a economia local, estão ativas as parceiras com o Senac e Instituto Mix para cursos online em diversas áreas voltadas ao empreendedorismo.

O Compre Digital do Comércio Local proporciona aos comerciantes, vendas em modo online. Funcionando em parceira com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e os aplicativos Tô Pedindo e MOP, a ferramenta possui itens de alimentação, vestuário, conveniências, mercados, farmácias, lavanderias, distribuidoras de água e gás e petshop. Para os lojistas que ainda querem se cadastrar na plataforma, basta acessar o link topedindo.com.br/comprelocal/ e preencher suas informações pessoais ou da empresa.

No ano de 2020 também foram feitas por meio do Sebrae, consultorias particulares pelos Microempreendedores Individuais (MEIs) do município, na área de marketing digital, finanças e marketing. Além disso, existe o programa Talento Digital que conta com parcerias em instituições de ensino no intuito de capacitar jovens criciumenses em áreas da tecnologia. Desde o seu lançamento, mais de 850 matrículas já foram atingidas na empresa Digital Innovation One. A intenção é que essas pessoas possam adquirir uma renda extra ou até mesmo principal.

“Nos deixa feliz ver o grande número de empresas que aderiram às ações do Supera Criciúma. O Compre Digital do Comércio Local tem um destaque muito forte, porque veio lá no início da pandemia quando os comércios estavam todos fechados, continuando as vendas mesmo com as portas fechadas”, destacou o gerente da Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnológica e Inovação, acrescentando que “os cursos de capacitação também tiveram influência positiva para o empreendedorismo local e continuam ativos para aqueles que se interessarem”

Continue Lendo

Economia

Após ano de transformações, perspectiva para 2021 é de aceleração

Publicado

em

Ouça esta matéria

Parar uma empresa para repensar processos seria algo quase inimaginável até 2020, quando essa pausa foi obrigatória em muitas atividades. O período que poderia ser ocioso, por vez, foi convertido em uma oportunidade para transformações. E a agilidade alcançada em diferentes segmentos abriu margem para projetar com positividade 2021. “Tivemos um ano cheio de desafios, mas também de avanços”, lembra a presidente da Associação Empresarial de Içara, Adriana Mara de Oliveira. A avaliação da união de esforços dos últimos meses e as novas projeções foram pauta principal na reabertura do calendário de reuniões da diretoria nesta terça-feira, dia 19.
 
As projeções otimistas para 2021 são compartilhadas por unanimidade pela diretoria da Acii, formada por setores diferentes, que incluem comércio, indústrias e serviços. “Esperamos ainda mais agilidade com a digitalização que tivemos nos últimos meses”, indica a vice-presidente Jurídica da associação, Pâmela de Sá. “As pequenas empresas criaram alternativas e as grandes estão investindo”, acrescenta ainda o vice-presidente administrativo, Reginaldo Borges Fernandes. Já o vice-presidente de indústria, comércio e serviços, Joel Valentin Seldenreich, aponta as melhores taxas disponíveis no mercado para o crescimento empresarial.
 
As empresas e profissionais que conseguiram se adaptar, reduzir custos, elevar a eficiência e consequentemente aumentar o valor agregado já saíram na frente em 2021. Mas não podem estagnar. E para avançar ainda mais, a Associação Empresarial de Içara já atua na formação de uma nova agenda de ações que possam dar suporte para as empresas de Içara acelerarem ainda mais a transformação em busca de sustentabilidade, de inovações e para que também possam conquistar a ampliação do mercado.

Continue Lendo

Economia

Petrobras reajusta preço da gasolina em quase 8% nas refinarias

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Petrobras reajustou o preço médio do litro da gasolina vendida nas refinarias em R$ 0,15. O novo valor será de R$ 1,98 para as revendedoras e entrará em vigência a partir desta terça-feira (19). O preço final aos motoristas dependerá de cada posto de combustíveis, que tem suas próprias margens de lucro, além do pagamento de impostos e custos com mão de obra.

“Os preços praticados pela Petrobras têm como referência os preços de paridade de importação e, desta maneira, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo. No ano de 2020, o preço médio da gasolina comercializada pela Petrobras atingiu mínimo de R$ 0,91 por litro”, esclareceu a companhia.

Segundo a Petrobras, dados do Global Petrol Prices, referentes ao último dia 11, indicavam que o preço médio ao consumidor de gasolina no Brasil era o 52º mais barato dentre 165 pesquisados, estando 21,6% abaixo da média de US$ 1,05 por litro.

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), feito na semana entre os dias 10 e 16 de janeiro, o litro médio da gasolina comum no país custava R$ 4,572; o do diesel, R$ 3,685; o do etanol, R$ 3,202, e o botijão de 13 kg, R$ 76,50.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com