Conecte-se conosco

Política

“Não renunciarei”, diz Michel Temer em pronunciamento

Publicado

em

O presidente Michel Temer disse hoje (18) que não irá renunciar ao cargo e exigiu uma investigação rápida na denúncia em que é citado, para que seja esclarecida. “Não renunciarei. Repito não renunciarei”, afirmou em pronunciamento, no Palácio do Planalto.

“Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos, e exijo investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Essa situação de dúvida não pode persistir por muito tempo”, disse Temer, em pronunciamento.

Foi a primeira fala do presidente após divulgação na noite de ontem (17) de reportagem do jornal O Globo em que é citado. A reportagem diz que em encontro gravado, em áudio, pelo empresário Joesley Batista, o presidente teria sugerido que se mantivesse pagamento de mesada de Batista ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio. Cunha está preso em Curitiba.

Hoje, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin homologou a delação premiada dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS, firmada com o Ministério Público Federal (MPF) e abriu inquérito para investigar o presidente Michel Temer.

Segundo Temer, a investigação do Supremo Tribunal Federal (STF) será território onde surgirão todas as explicações e nunca autorizou ninguém a usar seu nome indevidamente. “No Supremo, demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos”, disse.

Temer negou ter concordado com pagamentos a Eduardo Cunha. Afirmou ainda que não teme delações premiadas. “Em nenhum momento autorizei que pagasse a quem quer que seja para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém. Por uma razão singelíssima. Exata e precisamente porque não temo nenhuma delação. Não preciso de cargo público nem de foro especial. Nada tenho a esconder, sempre honrei meu nome”, disse.

Política

Ex-prefeito Evandro Gava será o presidente da Câmara em Nova Veneza

Publicado

em

Nova Veneza

Em Nova Veneza a coligação de oposição, que apoiava a chapa composta pelos candidatos a prefeito Ênio Milanez e Ângela Ghislandi, elegeu a maioria na Câmara de Vereadores. Das nove cadeiras, cinco ficaram para a coligação, sendo três do PP, uma do MDB e mais uma do PSL. Essa configuração possibilitou um acordo para a eleição da mesa diretora. Serão dois anos de presidência para os progressistas e mais dois anos divididos entre os outros dois partidos.

Pelo acordo estabelecido na última quinta-feira, 3, o vereador eleito Evandro Gava (PP) será o presidente da Câmara. O vice é Maykon Michels (MDB), a primeira secretária é Bete Bortolotto (PP) e o segundo secretário Elton Nuernberg (PSL). Conforme Evandro, a decisão foi de comum acordo entre os eleitos. “Estamos construindo e fortalecendo a união entre os três partidos para que façamos um trabalho propositivo na câmara, com resultados positivos para o povo de Nova Veneza”, afirmou.

Continue Lendo

Política

Vítima de Covid-19, ex-vereador Pedro Gabriel morre aos 74 anos

Publicado

em

Içara

Morreu na noite desta quarta-feira, no Hospital da Unimed, o ex-vereador de Içara e ex-presidente da Cooperaliança Pedro Dionísio Gabriel. Ele tinha 74 anos. Seu Pedro foi diagnosticado com o novo Coronavírus durante o mês de Novembro. o Ex-parlamentar tinha algumas comorbidades e não conseguiu se recuperar das complicações provocadas pela Covid-19. No início desta semana ele acabou sendo entubado e não resistiu.

Seu Pedrinho, como era conhecido, foi eleito para cinco mandatos. Começou em 1983 e colecionou mandatos consecutivos até 2004. Foi eleito a primeira vez no PDS, atual PP e nunca mudou de partido . Seu Pedrinho também foi presidente da Cooperaliança. O prefeito Murialdo Gastaldon deve decretar luto oficial de três dias cidade em respeito a memória do ex-parlamentar.

Continue Lendo

Política

Definida a nova mesa diretora do legislativo de Forquilhinha

Publicado

em

Forquilhinha

Uma reunião realizada na noite desta segunda-feira definiu o novo comando da Câmara de Vereadores de Forquilhinha. A composição da mesa diretora foi por consenso e reúne os vereadores eleitos pela mesma coligação do prefeito Eleito José Cláudio Gonçalves, o Neguinho.

A presidência ficará com o petista Célio Elias. Valdeci Figueredo fica com a vice-presidência. Já a primeira secretaria será da vereadora Ivone Minatto e o segundos secretário será o vereador Marcos Rocha Macedo.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com