Conecte-se conosco

Política

Polícia Federal investiga compra de votos e cumpre mandados na região

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 24/11, a Operação República Velha, destinada a apurar delitos eleitorais de falsa prestação de contas à Justiça Eleitoral (“caixa 2”), corrupção eleitoral e formação de quadrilha, que teriam sido cometidos no decorrer da campanha eleitoral de 2014.

A operação contou com a participação de 44 policiais federais, os quais deram cumprimento a 11 mandados de busca e apreensão nas cidades de Florianópolis, Criciúma, Içara e Morro da Fumaça/SC, expedidos pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina.

As investigações, iniciadas em janeiro/2017, colheram fortes indícios de que, no decorrer da campanha eleitoral de 2014, para eleger uma pessoa candidata ao cargo de deputado estadual, os investigados teriam constituído um grupo, composto pelo próprio candidato, atualmente ocupando outro cargo público, seus coordenadores de campanha, bem como cabos eleitorais e apoiadores, que, valendo-se de meios escusos, voltados a burlar a legislação eleitoral, notadamente a utilização de recursos de origem obscura e não contabilizados – “CAIXA 2”, teria custeado despesas não declaradas à Justiça Eleitoral e promovido o aliciamento de eleitores mediante o oferecimento/dação de dinheiro e/ou vantagens.

O nome da Operação, República Velha, faz referência ao período da história do Brasil que se estendeu da proclamação da República, em 15 de novembro de 1889, até a Revolução de 1930, tempo este que se caracterizou pela concentração do poder pelas oligarquias dominantes, onde havia a figura do coronel, que utilizava seu poder econômico para garantir as eleições, mediante as práticas de voto de cabresto, compra de voto, troca de favores, entre outras, práticas estas similares às utilizadas pelo grupo criminoso investigado.

No curso do inquérito policial que apura os fatos, os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes eleitorais previstos nos artigos 350 (falsa declaração à Justiça Eleitoral – “caixa2”) e 299 (corrupção eleitoral – “compra de votos”), ambos do Código Eleitoral, bem como pelo artigo 288 do Código Penal (formação de quadrilha).

Política

Ex-prefeito Evandro Gava será o presidente da Câmara em Nova Veneza

Publicado

em

Nova Veneza

Em Nova Veneza a coligação de oposição, que apoiava a chapa composta pelos candidatos a prefeito Ênio Milanez e Ângela Ghislandi, elegeu a maioria na Câmara de Vereadores. Das nove cadeiras, cinco ficaram para a coligação, sendo três do PP, uma do MDB e mais uma do PSL. Essa configuração possibilitou um acordo para a eleição da mesa diretora. Serão dois anos de presidência para os progressistas e mais dois anos divididos entre os outros dois partidos.

Pelo acordo estabelecido na última quinta-feira, 3, o vereador eleito Evandro Gava (PP) será o presidente da Câmara. O vice é Maykon Michels (MDB), a primeira secretária é Bete Bortolotto (PP) e o segundo secretário Elton Nuernberg (PSL). Conforme Evandro, a decisão foi de comum acordo entre os eleitos. “Estamos construindo e fortalecendo a união entre os três partidos para que façamos um trabalho propositivo na câmara, com resultados positivos para o povo de Nova Veneza”, afirmou.

Continue Lendo

Política

Vítima de Covid-19, ex-vereador Pedro Gabriel morre aos 74 anos

Publicado

em

Içara

Morreu na noite desta quarta-feira, no Hospital da Unimed, o ex-vereador de Içara e ex-presidente da Cooperaliança Pedro Dionísio Gabriel. Ele tinha 74 anos. Seu Pedro foi diagnosticado com o novo Coronavírus durante o mês de Novembro. o Ex-parlamentar tinha algumas comorbidades e não conseguiu se recuperar das complicações provocadas pela Covid-19. No início desta semana ele acabou sendo entubado e não resistiu.

Seu Pedrinho, como era conhecido, foi eleito para cinco mandatos. Começou em 1983 e colecionou mandatos consecutivos até 2004. Foi eleito a primeira vez no PDS, atual PP e nunca mudou de partido . Seu Pedrinho também foi presidente da Cooperaliança. O prefeito Murialdo Gastaldon deve decretar luto oficial de três dias cidade em respeito a memória do ex-parlamentar.

Continue Lendo

Política

Definida a nova mesa diretora do legislativo de Forquilhinha

Publicado

em

Forquilhinha

Uma reunião realizada na noite desta segunda-feira definiu o novo comando da Câmara de Vereadores de Forquilhinha. A composição da mesa diretora foi por consenso e reúne os vereadores eleitos pela mesma coligação do prefeito Eleito José Cláudio Gonçalves, o Neguinho.

A presidência ficará com o petista Célio Elias. Valdeci Figueredo fica com a vice-presidência. Já a primeira secretaria será da vereadora Ivone Minatto e o segundos secretário será o vereador Marcos Rocha Macedo.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com