Salvaro assume o comando da Amrec

Criciúma

A nova diretoria executiva da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) tomou posse em solenidade realizada na tarde desta quinta-feira (14). O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, assumiu a presidência da entidade, substituindo o prefeito de Siderópolis, Hélio Roberto Cesa, o Alemão. A cerimônia também marcou a inauguração das obras de ampliação e acessibilidade da AMREC.

No discurso de despedida, Alemão destacou a importância das obras realizadas na AMREC e relembrou o papel de liderança de Criciúma na administração de momentos difíceis, como a greve dos caminhoneiros, que prejudicou municípios em 2018. “A sede da AMREC precisava de uma obra deste porte. Muitas pessoas, em especial os cadeirantes, deixaram de ir à entidade por causa da falta de acessibilidade. Mas a história é outra a partir de hoje. Com o apoio dos prefeitos dos 12 municípios, instalamos um elevador”, comenta. “Agora, teremos um craque para enfrentar os desafios. O Salvaro tem a confiança dos prefeitos e, com certeza, vai trazer bons resultados econômicos, sociais e políticos na presidência da AMREC”, complementa.

Localizada no bairro Milanesa, a sede da AMREC ganhou um elevador, teve um banheiro adaptado e uma sala de reuniões ampliada de 20 para 40 lugares, no total de 49,30m² de área construída, com um custo aproximado de R$ 200 mil, incluindo as taxas de fiscalização.

De acordo com Salvaro, a função da AMREC, que atende os interesses comuns dos municípios associados, será ainda mais fortalecida. “Temos a enorme responsabilidade de defender as causas municipalistas e lutar pelo bem-estar dos munícipes. A AMREC é uma entidade forte e os prefeitos são atuantes. Estou preparado para discutir assuntos que interessas os 12 municípios associados e buscar o crescimento da AMREC. Continuaremos praticando a política do bem”, destaca.

A cerimônia de posse da nova diretoria executiva da AMREC foi prestigiada pelo prefeito de Tubarão e presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Joares Ponticelli, pelo prefeito de Maracajá e presidente da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc), Arlindo Rocha, pelo diretor executivo da AMREC, Acélio Casagrande, pelo deputado federal Ricardo Guidi, pelo presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, entre outras autoridades políticas.