Conecte-se conosco

Últimas

Santuário de Içara registra sua primeira Ordenação Episcopal

Publicado

em

Içara

A emoção que transbordava nos olhos de Ângelo Ademir Mezzari durante boa parte de sua ordenação episcopal hoje (19), no Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus SCMJ – Criciúma/SC, é reflexo de uma vida inteira dedicada ao serviço pastoral. Horas mais cedo, ainda em ritmo de preparação, o ainda Monsenhor Ângelo, de fala serena e olhar profundo, conversava e cumprimentava a todas equipes de trabalho no Santuário. Apesar da calma, característica de sua personalidade, o apertar de suas próprias mãos e o movimento da cabeça – que parecia buscar alguém no templo ainda vazio – denunciavam a sua ansiedade.
Questionado sobre como estava se sentindo, desconversou com um doce e consentido: “O Espírito Santo cuidará de tudo”.

Momentos antes da cerimonia oficial ser iniciada, acompanhado do Cardeal Dom Odilo Sherer, Arcebispo de São Paulo, Dom Jacinto Inácio Flach, bispo da Diocese de Criciúma e Dom Rubens Sevilha, bispo de Bauru (SP), Ângelo Mezzari adentrou ao Santuário para ser acolhido pelos presentes. Ao visitar o Sacrário e prestar adoração ao Santíssimo Sacramento, Ângelo deixou as lágrimas rolarem, da mesma forma quando rolaram quando o Rito da Ordenação Episcopal foi acontecendo.

“Agradeço a minha mãe, e presto meu silêncio ao meu falecido pai”, disse com a voz embargada. “Desde o seio de minha família, cristã, aprendi o caminho da fé e da comunidade eclesial, nela senti o chamado do Senhor, e meus pais foram promotores vocacionais ao levar-me para o Seminário, com 12 anos e apenas uma ‘muda’ de roupa. Fui respondendo com liberdade e gratuidade à vocação, e me consagrei a Deus pelos votos, como religioso, e recebi o ministério presbiteral”, enfatizou.

Sobre sua congregação, Rogacionistas do Coração de Jesus – RCJ, Ângelo Mezzari fez questão de pontuar a importância dela em seu chamado. “Quero dizer que este mandato do Senhor Jesus, o Rogate, continuará ressoando no meu coração e na Igreja Particular de São Paulo, onde estarei. Pela intercessão de Santo Aníbal Maria Di Francia, apóstolo da oração pelas vocações, Fundador de duas Congregações Religiosas, os Rogacionistas e as Filhas do Divino Zelo, quero continuar sendo um bom e santo operário da messe, anunciando e testemunhando sempre o que Jesus pediu”, disse.

O Reitor do Santuário SCMJ, padre Antonio Vander da Silva, agradecendo a oportunidade de acolher a Ordenação Episcopal disse que “quis Deus nos dar a graça de vivenciar tudo isso em meio a pandemia”. Ao agora Bispo, Dom Ângelo Mezzari, o reitor desejou que ele leve ao mundo o jeito catarinense de ser e que o povo de São Paulo (onde o novo bispo irá trabalhar) aproveite o jeito de ser e viver que ele traz no coração. “As pessoas que encontraram Dom Ângelo nos últimos dias tiveram a mesma impressão dele: é uma pessoa serena, amável, que transmite paz. Ele fez, e fará – eu tenho certeza – muito bem para a nossa Diocese e para o mundo”, afirmou o reitor.

Dom Ângelo Mezzari tomará posse do ofício de Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo no dia 4 de outubro, em missa na Catedral da Sé, às 11h.

Histórico:
Ângelo Mezzari nasceu Sanga do Engenho, Forquilhinha (SC) em 2 de abril de 1957. Filho de Antonio Mezzari (já falecido) e Maria Etelvina Ronchi Mezzari, é o mais velho de sete irmãos. O desejo de ser padre manifestou-se desde pequeno. Ainda com 12 anos, em 1969, ingressou no Seminário Rogacionista Pio XII, em Criciúma (SC) onde concluiu o ensino fundamental e médio.

Quando se preparava para a etapa do noviciado religioso, na época da ditadura militar no Brasil, aos 18 anos, foi obrigado a fazer o serviço militar nas unidades de infantaria do exército, em Tubarão e Joinville (SC).
Em 1981, já em São Paulo (SP), professou os primeiros votos religiosos, e os votos perpétuos em janeiro de 1984, em Criciúma. Em sua terra natal voltou para que fosse ordenado sacerdote, em dezembro de 1984.

Ângelo Mezzari é formado em filosofia e teologia, possui mestrado na área de Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Católica Nossa Senhora da Assunção, PUC-SP. É também formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo.

Entre as funções que ocupou na Congregação Rogacionista e a serviço da Igreja estão as de formador, diretor da Revista Rogate, diretor presidente do Instituto de Pastoral Vocacional, além de províncial geral da Província São Lucas por dois mandatos (2002-2010) e superior geral ente os anos de 2010 e 2016, quando residiu em Roma. Entre 1990 e 2010, foi colaborador e membro do Grupo de Assessoria Vocacional e contribuiu na realização dos Congressos Vocacionais do Brasil.

Até agosto de 2020 atuou como superior da Comunidade Religiosa Rogacionista em Bauru (SP) e pároco da paróquia Nossa Senhora das Graças. Na Diocese, foi membro do Colégio de Consultores de 2016 a 2018, além de ter sido membro do Conselho de Presbíteros de sua nomeação episcopal.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Criciúma confirma mais duas mortes por Coronavírus

Publicado

em

Criciúma

Já são 98 as mortes provocadas pelo novo Coronavírus em Criciúma. Os últimos dois casos foram confirmados nesta quarta-feira, no Boletim Epidemiológico encaminhado à imprensa.

As vítimas desta quarta-feira são uma mulher de 84 anos e outra de 91. As duas vítimas eram portadores de comorbidades e estavam internadas em leitos de UTI. Nos últimos dois dias foram cinco mortes confirmadas na cidade.

Continue Lendo

Polícia

PRF flagra pássaros silvestres em caixas de leite

Publicado

em

Tubarão

Policiais Rodoviários Federais prenderam um homem por crime ambiental. Eles faziam uma blitz de rotina quando um motorista de um polo de Criciúma desobedeceu a ordem de parada. Ele acabou parando o carro cerca de 300 metros a frente da barreira Policial e tentou dispensar em um matagal uma caixa de papelão.

O motorista foi contido e a caixa recuperada.  Nela os policiais encontraram dez caixas de leite. Dentro das embalagens estão escondidos dez pássaros Silvestres. Foram recuperados sete Bicos de Pimenta e outras três Trinca Ferro. O homem de 44 anos contou a Polícia que havia comprado as aves em Florianópolis e estava levando para Criciúma.

Diante dos fatos ele foi levado a delegacia para os procedimentos legais. 

Continue Lendo

Economia

Criciúma e Içara lideram a geração de empregos na Amrec

Publicado

em

Criciúma

Dados divulgados pelo Caged, o  Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, mostram que Criciúma e Içara foram os grandes responsáveis por impulsionar a geração de empregos na Amrec ao longo do Mês de agosto. Juntas as duas cidades geraram mais da metade dos 1,473 empregos criados nos 12 municípios da região.

Segundo o relatório Criciúma terminou agosto criando 535 vagas com carteira assinada. Içara aparece em segundo com 383. Também terminaram com saldo positivo os municípios de Urussanga (127), Siderópolis (124), Nova Veneza (114) Forquilhinha (106), Morro da Fumaça (54), Treviso (20), Orleans (13) e Cocal do Sul (12). Saldo negativo apenas em Lauro Müller (-5) e Balneário Rincão (-10).

No acumulado do ano Içara se destaca

Quando os dados levam em conta todas as vagas criadas de janeiro até agosto o grande destaque acaba ficando com Içara. Impulsionada pela vinda de grandes empresas como Atacadão e Combo a cidade acumula saldo positivo de 495 vagas. A cidade é seguida de Forquilhinha que acumula a criação de  442 vagas e Urussanga, com saldo positivo de 400 novos postos de trabalho. Nesse quesito Criciúma é o destaque negativo com o fechamento de mais de mil postos de trabalho.

Confira os dados no acumulado do ano.

Continue Lendo

Mais vistos