Conecte-se conosco

Economia

Trabalhadores do setor plástico podem entrar em greve

Publicado

em

Sem nenhum avanço e cada vez mais próximo de materializar a vontade da categoria, que é a greve. Este é o panorama da negociação da convenção coletiva dos trabalhadores nas empresas da indústria de plásticos descartáveis (copos, pratos…) e flexíveis (embalagens), que ocupam, no total, mais de 8 mil postos de trabalho na região sul do Estado. As perdas salariais dos trabalhadores, que têm data base em 1º de abril, é uma inflação de 4,57%, medida pelo INPC.

“Tivemos mais uma rodada com os representantes do setor de descartáveis sem que houvesse qualquer mudança; eles querem apenas tirar ou reduzir os direitos dos trabalhadores e não vamos aceitar que isto ocorra; o clima de insatisfação da categoria é cada vez maior e estamos próximos de ter a maior greve do segmento”, avaliou o presidente do sindicato profissional, Carlos de Cordes, o Dé.

Na rodada de negociação desta terça-feira (30), os patrões voltaram a reafirmar a proposta de não conceder aumento real aos salários e reduzir, ou de preferência eliminar, o abono anual, que é pago há mais de uma década aos trabalhadores. O valor fixado na última convenção coletiva para o abono foi de R$ 800,00. “Foi o mesmo valor do ano anterior, ou seja, em 2016 não tivemos aumento real do abono”, explica Dé.

No segmento de plásticos flexíveis não há avanços. O sindicato patronal, antes de qualquer rodada de negociação com o sindicato profissional, requereu a instauração de Dissídio Coletivo, que está tramitando na justiça do trabalho. Em abril houve uma audiência de conciliação, sem acordo. Os patrões ofereceram 80% da inflação, fim do abono anual, congelamento do piso salarial e implantação do banco de horas. A proposta foi recusada, de plano.

Um dos pontos que impede o avanço das negociações nos dois segmentos, na opinião de Carlos de Cordes, é ter à mesa uma comissão ou representantes que não têm poder de decisão. “Um sindicato patronal contrata um advogado de Porto Alegre que não quer negociar e ajuíza o Dissídio Coletivo e o outro manda representantes que não podem decidir; com isto as negociações não evoluem e os trabalhadores vão ficando cada vez mais indignados nas fábricas”, finaliza Carlos de Cordes.

Economia

Casa do Empreendedor: dois anos auxiliando na abertura de novos negócios em Criciúma

Publicado

em

Criciúma

Um local único, que oferece orientação, apoio e o suporte necessário para os empreendedores. Essa é a Casa do Empreendedor de Criciúma. Completando dois anos de funcionamento no Paço Municipal Marcos Rovaris, o setor cumpre um importante papel de incentivo na geração de empregos e empreendedorismo. Até o momento, foram abertas mais de 5.600 novas empresas na cidade. 

Mesmo em plena pandemia, o órgão disponibiliza todos os serviços como a emissão de alvarás, notas fiscais e certidões, presencialmente, ou de forma online pelo endereço [email protected] “O site é um facilitador, pois explica o passo a passo de como abrir uma empresa”, comentou o coordenador da Casa do Empreendedor, Agenor Brunel.

“A Casa do Empreendedor unificou em um só local, todos os segmentos necessários para abrir uma empresa, facilitando e agilizando a vida do empreendedor, levando até três dias para liberar o alvará de funcionamento”, complementou Brunel.  Estes segmentos são:  Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), Vigilância Sanitária, Fiscalização de Posturas e liberação do Alvará de Funcionamento. 

O setor beneficia todos os portes de negócios, como Microempreendedores Individuais (MEIs), Microempresa (ME), Empresas de Pequeno Porte (EPP), Empresas de Médio Porte (EMP), Empresas de Grande Porte (EGP) e profissionais autônomos.

Novos serviços

Entre os novos serviços oferecidos pela Casa do Empreendedor estão a emissão de guias DAS-MEI, declaração anual (MEI), auxílio para emissão de notas fiscais e orientações sobre linhas de crédito disponíveis ao Micro e Pequeno Empreendedor.

Neste ano, também foi aberto um novo um canal de comunicação entre a Casa e os contribuintes/empreendedores. O contato por meio do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp, pode ser feito pelo número (48) 9 9951-2785. 

Áreas industriais

Criciúma já possui cinco áreas industriais, localizadas nos bairros Cristo Redentor, Rio Maina, Laranjinha, Linha Batista e Bosque do Repouso. A Casa do Empreendedor está responsável pelos trâmites do processo do sexto espaço, localizado no bairro Verdinho. A previsão de inauguração é para o primeiro trimestre de 2021.

Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação

Cursos, capacitações e consultorias começaram a ser feitos em conjunto com a Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação em 2020. Entre eles estão parcerias com Sebrae, Instituto Mix e outras empresas, dentro dos programas Supera Criciúma e Inova Criciúma.   

Continue Lendo

Economia

Estimativa de crescimento da economia cai para 1,99%

Publicado

em

Brasília

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a projeção para a inflação e reduziram a estimativa de crescimento da economia.

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – caiu de 2,17% para 1,99% em 2020, na quarta redução consecutiva. A estimativa das instituições financeiras para os anos seguintes – 2021, 2022 e 2023 – permanece em 2,50%.

Inflação

A estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu de 3,19% para 3,20%. A informação consta no boletim Focus, pesquisa semanal do BC que traz as projeções de instituições para os principais indicadores econômicos.

Para 2021, a estimativa de inflação se mantém em 3,75%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,50% em 2022 e 2023.

A projeção para 2020 está abaixo do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é 4% em 2020. Para 2021, a meta é 3,75% e para 2022, 3,50%. O intervalo de tolerância para cada ano é 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, ou seja, em 2020, por exemplo, o limite mínimo da meta de inflação é 2,5% e o máximo, 5,5%.

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 4,25% ao ano. Para o mercado financeiro, a Selic deve ser mantida no atual patamar até o fim do ano. Em 2021, a expectativa é de aumento da taxa básica, encerrando o período em 5,5% ao ano. Na semana passada, a previsão estava em 5,75% ao ano, ao final de 2021. Para o fim de 2022 e 2023, a previsão foi mantida em 6,5% ao ano.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já a manutenção da Selic indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Dólar

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 4,20 para o fim deste ano e subiu de R$ 4,15 para R$ 4,20, ao fim de 2021.

Continue Lendo

Economia

Projeto da nova área industrial de Criciúma segue em ritmo acelerado

Publicado

em

Criciúma

Com o intuito de fomentar ainda mais a economia do município, o Governo de Criciúma está com o projeto de implementação da nova área industrial, localizada no bairro Verdinho e que já está próximo da fase final. A previsão de inauguração é para o primeiro trimestre de 2021, podendo gerar aproximadamente 500 novos empregos.

A área conta com 20 lotes, variando de três a 20 mil metros quadrados e se encontra no mesmo terreno do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Pedro Raimundo. A Casa do Empreendedor está responsável pelos trâmites do processo. Criciúma já possui cinco áreas industriais, localizadas nos bairros Cristo Redentor, Rio Maina, Laranjinha, Linha Batista e Recanto Verde.

“Temos a expectativa de quando o loteamento estiver pronto, outros sejam encaminhados e lançados. Sempre com o objetivo de gerar emprego e renda na cidade”, comentou o coordenador da Casa do Empreendedor, Agenor Brunel.

Casa do Empreendedor

O setor da Prefeitura de Criciúma traz facilidades aos munícipes, como a emissão de alvarás de forma online, a formalização de uma MEI e de profissionais autônomos feita em até três dias, entre outros serviços. Além de incentivar a geração de empregos o empreendedorismo no município.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com