Unesc esclarece dúvidas sobre imposto na Praça

Criciúma

O Imposto de Renda na Praça, do curso de Ciências Contábeis da Unesc, movimentou a manhã de sábado (13/4) na Praça Nereu Ramos com música, esporte, solidariedade e informação. Em parceria com o CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente), mais de 80 estudantes e professores do curso estiveram na Praça Nereu Ramos, em Criciúma, tirando dúvidas em relação à declaração do IRPF (Imposto de Renda para Pessoa Física)e estimulando a destinação de parte do Imposto ao FIA (Fundo Municipal para Infância e Adolescência). Segundo a organização, mais de mil pessoas passaram pelas atrações.

O idealizador do Imposto de Renda na Praça, professor Manoel Vilsonei Menegali, conta que o evento superou as expectativas, aproximando ainda mais a Unesc das pessoas. “Esta parceria forte que temos com o FIA e com o Conselho da Criança e do Adolescente tem trazido um reflexo positivo ao curso e grandes aprendizados aos estudantes, contribuindo também com a comunidade”, afirma.

A secretária executiva do CMDCA, Marinês Nogueira, conta que Imposto de Renda é a principal fonte de arrecadação do FIA, onde os recursos são destinados aos direitos das crianças e dos adolescentes “Atendemos aproximadamente três mil crianças, boa parte dentro das possibilidades apresentadas aqui. Muitas pessoas não sabem da doação, o que demonstra a importância de mostrar que é possível contribuir. No fim, o resultado reflete em qualidade nos nossos trabalhos e um suporte maior as crianças”, explica.

Para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, o Imposto de Renda na Praça tem importância social e educacional, estimulando o pensamento pelo próximo e possibilitando que os acadêmicos coloquem na prática os conhecimentos de sala de aula. “É os nossos estudantes agregando a formação e compartilhando conhecimentos com a população, somada a função social da nossa Universidade. Em um único projeto esportivo, por exemplo, passamos de trinta crianças participantes para mais de 200 atendidas. O resultado desta união de forças é a transformação de vida destes pequenos e oportunidades para que se desenvolvam cidadãos”, destaca a reitora.