Conecte-se conosco

Economia

Unesc oferece capacitação gratuita para empreendedores

Publicado

em

Ouça esta matéria

Criciúma

Uma junção de esforços que pode mudar o futuro de uma empresa em nove semanas. Assim é o Plano de 60 dias, projeto de consultoria empresarial realizado por acadêmicos e professores do curso de Graduação em Administração da Unesc junto a micro e pequenos empreendimentos de Criciúma. A ação é oferecida de forma gratuita aos interessados e pode promover uma mudança positiva na organização atendida por meio da inovação proporcionada pelo trabalho em conjunto.

O projeto já contabiliza consultorias de sucesso há seis anos e em 2019 mais uma vez seleciona empresários dispostos a abrir suas portas para receber as visitas especiais com objetivo de alavancar sua empresa. Conforme a chefe de gabinete da Unesc e uma das idealizadoras da ação, Gisele Coelho Lopes, as inscrições vão até o dia 8 de março e os gestores das empresas da cidade não devem perder tempo. “Convidamos as lideranças a entrarem em contato para que possamos fazer essa parceria que certamente irá render bons frutos. Temos histórias de muito sucesso que perpassam pelo apoio oferecido por esses alunos e professores dispostos a, de fato, fazer a diferença nas empresas”, destaca.

Além de colaborar de forma direta na resolução de problemas e otimização de processos dentro das organizações, por exemplo, o Plano de 60 dias tem o objetivo de também impactar de forma regional. “Oferecendo essa possibilidade dentro do Município nossa proposta é de trazer a ampliação do desenvolvimento socioeconômico de toda a região com empresas mais prósperas”, completa Gisele.

Para conhecer melhor o trabalho e fazer suas inscrições os interessados devem acessar o site www.unesc.net/planode60dias.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agronegócio

Morro da Fumaça amplia convênio com cooperativa de agricultores familiares

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Governo de Morro da Fumaça renovou o convênio com a Cooperativa da Agricultura Familiar Fumacense para 2021. O documento foi assinado pelo prefeito Noi Coral e pelo presidente da entidade, Antonio Nascimento de Oliveira, em ato realizado na manhã desta quarta-feira, dia 3, e  que também contou com a presença da diretora de Serviços Rurais, Patrícia Coral.

Além de renovar o convênio, o Município ampliou o valor repassado. “Os produtores rurais de Morro da Fumaça merecem todo o apoio do Poder Público Municipal e esta é mais uma ação entre tantas outras que realizamos em reconhecimento ao trabalho desempenhado por eles e que tanto contribui com a nossa cidade”, fala o prefeito.

Conforme a diretora de Serviços Rurais, Patrícia Coral, a iniciativa possibilita o auxílio aos agricultores. “É um estímulo que ajuda a deixar as coisas mais organizadas, pois contribui nos pagamentos administrativos, contador, médico veterinário que vai atuar como responsável técnico para as agroindústrias que busca a regularização no Serviço de Inspeção Municipal, entre outras coisas”, diz.

Continue Lendo

Economia

PIB cai 4,1% em 2020 e fecha o ano em R$ 7,4 trilhões

Publicado

em

Ouça esta matéria

Em 2020, tendo em vista os efeitos adversos da pandemia de Covid-19, o PIB (Produto Interno Bruto) caiu 4,1% frente a 2019, a menor taxa da série histórica, iniciada em 1996.

Houve alta somente na Agropecuária (2,0%) e quedas na Indústria (-3,5%) e nos Serviços (-4,5%). O PIB totalizou R$ 7,4 trilhões em 2020.

O PIB per capita alcançou R$ 35.172 em 2020, com queda de 4,8% em termos reais. Esta também foi a menor taxa da série histórica.

A taxa de investimento em 2020 foi de 16,4% do PIB, acima do observado em 2019 (15,4%). Já a taxa de poupança foi de 15,0% (ante 12,5% em 2019).

Frente ao 3º trimestre, na série com ajuste sazonal, o PIB teve alta de 3,2% no 4º trimestre de 2020. A Indústria e os Serviços cresceram 1,9% e 2,7%, respectivamente, enquanto a Agropecuária recuou (-0,5%).

Em relação ao 4º trimestre de 2019, o PIB caiu 1,1% no último trimestre de 2020. Foram registrados resultados negativos na Agropecuária (-0,4%) e nos Serviços (-2,2%), enquanto a Indústria (1,2%) cresceu.

Continue Lendo

Economia

Preços de produtos industrializados sobem 3,36% em janeiro

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a variação de preços de produtos industrializados na saída das fábricas, registrou inflação de 3,36% em janeiro. A taxa é superior aos índices de dezembro (0,39%) e janeiro de 2020 (0,35%).

Segundo dados divulgados hoje (2), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPP acumula inflação de 22,96% em 12 meses.

Em janeiro, 24 atividades industriais tiveram alta de preços em seus produtos. Em dezembro, esse número era de 17. Os principais destaques entre os segmentos são indústrias extrativas (10,70%), metalurgia (6,10%) e refino de petróleo e produtos de álcool (5,30%).

As quatro grandes categorias de uso também apresentaram inflação, com destaque para os bens intermediários, isto é, os insumos industrializados usados no setor produtivo (4,91%), e os bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos usados no setor produtivo (3,63%).

Os bens de consumo duráveis tiveram alta de preços de 2,14%, enquanto os bens de consumo semi e não duráveis apresentaram inflação de 0,73% no mês.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com