Conecte-se conosco

Tecnologia

Unisul lança Especialização Forense em crimes virtuais

Publicado

em

Ouça esta matéria

A UnisulVirtual lança a especialização ‘Forense Aplicada a Crimes Virtuais’, única no país em ambiente 100% de aprendizagem virtual. O material didático elaborado especialmente para o curso online, visa autonomia de estudo e autoaprendizagem, com material didático elaborado por professores especializados que já atuam profissionalmente na área. O interessado pode se inscrever até o dia 5 de fevereiro, clicando aqui.

Nesta nova realidade, em que a internet faz parte da vida das pessoas, entender mais sobre os crimes digitais passa a ser necessários para as empresas. O mercado busca por este profissional qualificado e, neste contexto, a UnisulVirtual qualifica os profissionais da área de direito, advogados, juízes, e profissionais da tecnologia da informação, tornando-os especialistas aptos a enfrentar essa nova realidade.

De acordo com o coordenador da especialização, professor Luiz Otávio Botelho Lento, a forense computacional é hoje uma ferramenta estratégica para o negócio das organizações, ajudando na coleta de informações a fim de alcançar os objetivos corporativos – objetivos que variam em conformidade com os processos de negócios da organização. “Uma nova modalidade de crime surge nesse novo universo virtual, o crime cibernético. Essa modalidade oferece um conjunto amplo das mais diversas ameaças, que vão desde insultos até invasões a sistemas críticos em organizações e países”, reforça o professor Luiz Otávio.

Ao concluir a pós-graduação lato sensu, o especialista poderá atuar em empresas privadas que tenham a Tecnologia da Informação como suporte ao seu negócio, órgãos de diferentes esferas do governo municipal, estadual e federal, nas áreas jurídica, em consultoria e assessoria. Utilizando a forense computacional para análise dos dados armazenados nas diversas mídias, o especialista terá condições de identificar o roubo ou vazamento de informações, por exemplo, recuperando dados e evidências, análise de laudos e elaboração de perícias.

O Curso é composto de 3 módulos + o TCC, realizados a distância (pela internet) no Espaço Virtual de Aprendizagem (EVA). Durante o Curso ocorrem cerca de 3 a 5 encontros para a realização de avaliações presenciais. As aulas estão distribuídas entre as seguintes disciplinas: Segurança da informação, Mecanismos de defesa e ataque, Estratégias de avaliação de segurança, Aspectos destacados de Direito Penal, Direito Penal cibernético, Aspectos legais de Computação Forense, Crimes cibernéticos, Fundamentos da ciência forense, Forense aplicada a crimes cibernéticos, Metodologia da pesquisa científica e Trabalho de Conclusão de Curso.

A especialização é coordenada pelo professor Luiz Otávio Botelho Lento oficial da Marinha da reserva, mestre em Ciência da Computação pela Unicamp (Sistemas Distribuídos) e doutorando em Engenharia Elétrica, no departamento de Elétrica da Universidade Federal de Santa Catarina, com concentração na área de segurança da informação. Atuou no governo federal na área de redes de computadores e segurança da informação; consultor de treinamento da Aker Security Solutions; consultor na área de redes e segurança da empresa Immerson. Professor de disciplinas de rede de computadores e na área de segurança da informação na Graduação do Uniceub, bem como orientações de projetos finais; Professor de graduação e pós-graduação na área de redes de computadores e segurança da informação na Universidade Católica de Brasília; professor do Senai Santa Catarina (CTAI) nos cursos de graduação e pós-graduação na área de redes e segurança da informação; consultor da Fiesc (TIC) na área de redes de computadores e segurança da informação; consultor de Segurança do CTAI; consultor da Relativa Soluções. Atua como: professor de graduação e pós-graduação da Unisul nas áreas de redes, segurança da informação e software livre; professor de graduação e pós-graduação da Universidade Estácio de Sá na área de redes de computadores e segurança da informação; autor de livros didáticos na área de redes, segurança da informação e software livre; consultor de redes e segurança da informação da Empresa TrueIt; cócio fundador da Empresa Alix Gestão em Segurança da Informação.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Centro de Inovação de Criciúma recebe VI Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (CECTI)

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Centro de Inovação de Criciúma juntamente com o Centro de Inovação de Tubarão irão receber na próxima terça-feira, dia 13, a etapa regional da VI Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (CECTI).  O evento, dividido em seis regionais do estado, teve sua última edição em 2015 e tem como objetivo fortalecer o ecossistema de inovação, desta vez de forma virtual e simultânea.

Com a condução de um mediador, os grupos irão receber perguntas voltadas para tecnologia, inovação e ciência. Após discuti-las terão a missão de responder às questões com o intuito de auxiliar o planejamento do sistema de inovação do estado.  “Iremos atuar com seis grupos de trabalho que terão a participação de 10 pessoas em cada grupo sendo, representantes do mercado, membros do governo, da academia e da sociedade civil organizada”, explica a relatora do evento, Patricia Darolt.

Os dados que serão estudados e avaliados tem relação com institucionalização e inovação, infraestrutura e ciência, desenvolvimento regional e tecnologia, mercado e inovação, educação e ciência e tecnologia e ciência. O encontro também é realizado na região da Grande Florianópolis, Serrana, Norte e Planalto Norte, Oeste e Meio Oeste, Vale e Alto Vale do Itajaí.

A devolutiva dos dados será feita em maio pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), organizadoras do evento. Os interessados em contribuir com a construção do pensamento tecnológico e inovador no estado podem entrar em contato pelo e-mail [email protected] com assunto: participação em grupo de trabalho ou pelo telefone (48) 99955-7330.

Continue Lendo

Geral

Talent Lab Unesc: mundo de oportunidades no universo da inovação à disposição da comunidade

Publicado

em

Ouça esta matéria

Um local acolhedor, inspirador, moderno e perfeito para o compartilhamento de ideias. Este é o Talent Lab, espaço localizado no Parque Científico e Tecnológico (Iparque) da Unesc   e inaugurado de forma oficial na noite desta quinta-feira (11/3) com o propósito de servir como ponto de encontro do ecossistema de inovação e trampolim para boas ideias. A oficialização da inauguração foi transmitida ao vivo pela Unesc TV no Youtube e teve como ponto principal o lançamento do Edital de Inovação, proposta que selecionará e contemplará dez propostas com o objetivo de potencializar os setores econômicos estratégicos da região.

O Edital, lançado pela Agência de Inovação (Aditt) da Unesc, estará disponível a partir de segunda-feira (15/3). Os projetos inscritos deverão propor soluções para o desenvolvimento de produtos, serviços e/ou processos inovadores e receberão o montante de R$ 20 mil para sua implementação.

Encontro do ecossistema de inovação

A noite de lançamento do Talent Lab foi prestigiada de modo virtual pelas principais lideranças regionais e estaduais ligadas ao empreendedorismo e à inovação. Ser a Instituição a disponibilizar esse espaço e propor encontros e projetos como este, para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, faz parte dos compromissos cumpridos pela Universidade. “Está entre as nossas propostas abrir oportunidades para além da sala de aula e esta é uma delas, um projeto inovador e propulsor de novas possibilidades”, destacou.

A Unesc, conforme Luciane, está alinhada com as demandas e empenhada em encontrar novas soluções, potencializando o ecossistema já existente. “Temos certeza de que este espaço será berço de inúmeras iniciativas de sucesso e fomentará boas ideias que poderão ainda participar do programa de incubação da Unesc”, comentou.

Para o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Zabot Holthausen, acompanhar o envolvimento e empenho da Universidade em prol de projetos da inovação é motivo de muito orgulho e satisfação, pois evidencia a maturidade do ecossistema já existente na Unesc. “Quando vejo um projeto como esse totalmente conectado, articulado entre todas as fases e pronto para o trabalho, fico muito feliz porque faz todo o sentido dentro dos nossos propósitos. Além da formação, a Unesc está, desta forma, gerando oportunidades para que esses talentos possam ter o propósito de desenvolver a própria região e não ir para fora dela. Por isso o nome do espaço não poderia ser melhor. Realmente são os nossos talentos sendo preparados”, acrescentou.

Também entre as autoridades da área que acompanharam de perto a transmissão desta quinta-feira esteve o presidente do Comitê de Implantação do Centro de Inovação de Criciúma, Valmir Cabral da Silva Neto. Para Valmir, o ecossistema que vem se formando na região engloba o entusiasmo e a vontade de fazer acontecer junto dos estímulos vindos de diferentes frentes. “Isso nos deixa muito otimistas. Com entusiastas e com estímulos certamente teremos muito sucesso. Estamos à disposição para contribuir neste novo espaço e, é claro, com o edital lançado”, pontuou.

Universidade estimula a inovação e o empreendedorismo por meio de edital

O Edital de Inovação lançado nesta noite irá contemplar 10 projetos com um montante de R$ 20 mil cada, a serem distribuídos para a compra de equipamentos, programa de incubação da Universidade e pagamento de despesas do projeto, além de uma parte a ser revertida em bolsas de estudo e participação em programa de aceleração de negócios. Serão seis vagas para estudantes da Universidade e quatro para egressos.

Conforme o gerente de Inovação e Empreendedorismo da Unesc, Paulo Priante, do total de propostas beneficiadas, três serão voltadas para a solução de problemas institucionais elencados pela Unesc, como laboratórios de inovação, gestão de projetos de pesquisa e extensão, automação de processos, comunicação e mapeamento de perfis de gestão de bolsas.  

O gerente explica que a Unesc entende a inovação como um processo transversal e neste sentido, desenvolve projetos e ações para que a inovação esteja presente no ensino, na pesquisa e na extensão. No entanto, a Instituição também compreende a importância de estimular a comunidade externa neste sentido e uma das maneiras, será o Edital de Inovação 2021. “Estes R$ 200 mil que serão dados como fomento aos 10 projetos foram pensados para oportunizar muito mais que um aporte financeiro, mas capacitação feita com o auxílio do Sebrae e da Darwin (que oferece um ecossistema para a aceleração de startups), todo o suporte do programa de incubação da Universidade e formação acadêmica, por meio de bolsas de estudo na Unesc”, salienta.

As inscrições das propostas devem ser feitas a partir de segunda-feira (15/3) até o dia 4 de abril no site www.editalinovacao.unesc.net. A homologação dos projetos será em 9 de abril e resultado dos selecionados, em 16 de abril. Após a assinatura do Termo de Compromisso, em 23 de abril, as 10 propostas contempladas iniciarão as atividades de incubação, capacitação e aceleração de ideias.

Continue Lendo

Geral

Cocreation Lab SATC busca empreendedores com ideias inovadoras

Publicado

em

Ouça esta matéria

Com o intuito de estimular ideias inovadoras, a pré-incubadora Cocreation Lab SATC está com inscrições abertas. Alunos da instituição e empreendedores da região interessados em apostar em um novo negócio terão a oportunidade de colocar as ideias no papel, recebendo consultorias de profissionais experientes no ecossistema de inovação. As inscrições podem ser realizadas até o dia 11 de abril.  

Empreendedores de qualquer idade podem se inscrever para participar da seleção, que irá escolher até dez projetos. Segundo o coordenador do Cocreation Lab SATC, Gustavo de Lucca, os selecionados ganharão, durante cinco meses e de forma gratuita, suporte para transformarem suas ideias em negócios, por meio de consultorias, mentorias e assessorias. Na sequência, os projetos estarão prontos para serem incubados ou receberem investimento.  

O Cocreation Lab SATC tem foco na resolução de problemas que priorizem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). “Utilizamos metodologias ativas de aprendizagem, o que gera bastante empenho dos estudantes para gerarem ideias inovadoras. Estamos contentes com a abertura desta nova turma e ansiosos para receber as propostas de empreendedores da região Sul”, destaca o coordenador. 

O edital com todas as orientações está disponível no site da instituição.  

(Link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd9Vo8rqGlfO1Cv1D_oasWxiyB6mp-lb5ssEf3dbickzHeE1A/viewform) 

O Cocreation Lab SATC 

O Cocreation Lab SATC integra o maior programa de pré-incubação do Brasil (Cocreation Lab). O programa oferece cinco meses de mentorias, palestras, workshops e networking, em encontros presenciais e também pela plataforma da metodologia exclusiva TXM Business, idealizada pelo professor de Design da UFSC e fundador do Cocreation Lab, Luiz Salomão Ribas Gomez. 

Desde a fundação, já passaram pelo Cocreation Lab mais de 300 projetos. “O Cocreation é a fase de pré-incubação, em que o empreendedor precisa de apoio, de suporte, porque muitas vezes ele tem uma ideia, mas não sabe o que fazer com ela”, finaliza de Lucca.  

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com