Conecte-se conosco

Geral

Criciúma em Ação: Prefeitura Promove Evento “RCP Day – Suas Mãos Têm o Poder de Salvar Vidas”

Evento será realizado neste sábado (25), a partir das 9h, na Praça Nereu Ramos, e pretende conscientizar a população sobre a importância de aprender as manobras de reanimação cardiorrespiratória

Publicado

em

No próximo sábado, dia 25, das 9h às 12h, a Praça Nereu Ramos, em Criciúma, será palco de um treinamento importante para a comunidade. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), o Instituto Maria Schmitt (Imas) e a Gerência de Educação em Urgências (Gereu), realizará o RCP Day – Suas Mãos Podem Salvar Vidas.

O objetivo dessa iniciativa é conscientizar a população sobre a importância de aprender as manobras de reanimação cardiorrespiratória (RCP), uma habilidade vital em situações de emergência médica. A ação, que conta com o apoio de importantes instituições de saúde, busca capacitar os cidadãos para agirem corretamente e de maneira eficaz em casos de parada cardiorrespiratória.

O secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, destaca a relevância do RCP Day diante das necessidades identificadas pelas equipes de atendimento pré-hospitalar. A falta de assistência adequada em certos casos ressalta a importância da RCP precoce, que pode significar uma sobrevida significativa para pacientes em situação crítica.

Durante o evento, socorristas do Samu, profissionais da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas e acadêmicos do curso de Enfermagem da Unesc conduzirão oficinas práticas de RCP de forma gratuita para a população presente. O secretário Casagrande enfatiza que o propósito é sensibilizar e orientar as pessoas sobre a importância de aprender essas manobras com profissionais capacitados, ressaltando que esse conhecimento pode ser a diferença entre a vida e a morte em situações críticas.

Geral

Estudantes retornam às aulas na rede municipal de Içara

Publicado

em

Os mais de 7 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino de Içara retornaram às aulas nesta quinta-feira, dia 15, para o início de mais um ano letivo. Dono da maior nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) na Região Carbonífera considerando os ensinos infantil e fundamental, o Município possui 47 unidades de ensino. A principal novidade da retomada fica por conta da Escola Alaíde Tabalipa, no bairro Esplanada, agora incorporada pela rede municipal. O primeiro dia desta nova fase foi marcado pela emoção de toda a comunidade escolar.

“Era um sonho antigo, que finalmente saiu do papel. Agora os nossos filhos vão ter a atenção que merecem, para aproveitarem todo o seu potencial. Não temos palavras para agradecer à Prefeitura por não medir esforços para que tudo isso se concretizasse”, afirma o morador Jucemar da Silva. Os 230 estudantes da instituição poderão dispor de todos os projetos e iniciativas da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, como aulas de robótica, karatê, reforço escolar, música, inglês e muito mais.

De acordo com a secretária da pasta, Nerilda Felisberto, o início de cada ano letivo sempre é marcado pelo entusiasmo dos alunos e professores. “É uma alegria ver as escolas e creches cheias novamente, com crianças brincando, aprendendo e socializando. Eles são os protagonistas. Tudo o que fazemos, é pensando neles. Esperamos que 2024 seja repleto de realizações para cada um”, revela.

Na próxima segunda-feira, 19, acontecerá a reabertura do Centro de Educação Infantil (CEI) Favinho de Mel. O local passou por uma ampla reforma estrutural para melhor atender às 130 crianças que frequentam o espaço. A instituição teve, entre as melhorias, a substituição da cobertura com telhas metálicas, novas instalações hidráulicas, sanitárias e de drenagem pluvial.

“Estávamos empolgados para recebê-los de volta à escola, prontos para mais uma temporada de aprendizado, crescimento e novas descobertas. Pedimos para que cada um aproveite ao máximo tudo o que a escola tem a oferecer. Quanto mais os nossos jovens ocuparem a mente com coisas boas, melhor será o seu desenvolvimento. Estamos juntos nesta jornada educacional e estamos aqui para apoiá-los em cada passo do caminho”, salienta a prefeita de Içara, Dalvania Cardoso. 

Continue Lendo

Geral

Criciúma é um dos únicos municípios catarinenses não considerados infestados pelo Aedes aegypti

Publicado

em

Em 2024, a Prefeitura de Criciúma, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, via Vigilância Epidemiológica, registrou quatro focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Em 2023, foram registrados 52 focos, mantendo Criciúma entre os únicos municípios de Santa Catarina, com mais de 100 mil habitantes, que não são considerados infestados pelo vetor. “Enquanto outras regiões tiveram cerca de 1 mil focos do mosquito no ano passado, nossa cidade teve 52. Mesmo assim, não podemos baixar a guarda. A Administração Municipal trabalha forte na fiscalização, prevenção e no combate ao Aedes aegypti”, destaca o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

A cidade tem cinco redes de armadilhas, totalizando 700 dispositivos espalhados por diversos bairros, em todas as regiões. A cada sete dias, as armadilhas são verificadas e, a cada duas semanas, as equipes vistoriam os pontos estratégicos. “Nossas equipes realizam o monitoramento periódico de locais como cemitérios, borracharias, ferros-velhos, lojas de autopeças, floriculturas e outros pontos que podem ser criadouros do mosquito”, relata o gerente de Vigilância em Saúde de Criciúma, Samuel Bucco.

Durante as fiscalizações, havendo irregularidades sanitárias, o proprietário do imóvel é notificado e, dependendo da infração, pode ser multado pela prefeitura. O Programa de Combate à Dengue de Criciúma realiza, também, ações de prevenção e conscientização nas comunidades.

Fiscalização e conscientização

De acordo com o último informe epidemiológico da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina, foram identificados 7.185 focos do mosquito Aedes Aegypti e 8.710 casos prováveis da doença, além de cinco óbitos por dengue no estado. Criciúma registrou quatro casos de dengue, contraídos em outros estados, e 69 casos suspeitos. “Em Criciúma, os agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e os fiscais da Vigilância Sanitária, no Programa de Combate à Dengue, da Secretaria Municipal de Saúde, realizam um trabalho rigoroso de fiscalização e conscientização dos moradores”, reforça o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.

Para monitorar, a Vigilância Sanitária de Criciúma conta com o auxílio de drones para identificar potenciais focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti em estruturas que possibilitem o acúmulo de água. O equipamento facilita o trabalho de fiscalização dos agentes em locais de difícil acesso, como imóveis vazios, telhados, lajes e caixas d’água.

A população criciumense pode denunciar casos de irregularidades à Ouvidoria da prefeitura, presencialmente, no Paço Municipal Marcos Rovaris, pelo telefone 156, ou pelo site criciuma.webbrain.app.br/sites/156Brain.

Prevenção ao Aedes aegypti

A melhor maneira de prevenir as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti e a proliferação de focos do mosquito continua sendo eliminar locais com água parada:

– Evitar que a água da chuva fique depositada e acumulada em recipientes como pneus, tampas de garrafas, latas, calhas e copos.

– Não acumular materiais descartáveis desnecessários e sem uso em terrenos baldios e pátios.

– Tratar a piscina com cloro (se ela não estiver em uso, esvaziar completamente).

– Manter lagos e tanques limpos.

– Se atentar as vasilhas de água e comida dos animais de estimação. Lavar com escova e sabão pelo menos uma vez por semana.

– Colocar areia nos pratinhos de plantas e remover duas vezes na semana a água acumulada.

– Manter as lixeiras tampadas, não acumular lixo/entulhos e guardar os pneus em lugares secos e cobertos.

Continue Lendo

Agronegócio

Feira do Peixe Vivo de Içara inicia com expectativa de vender mais de 5 toneladas

Publicado

em

A partir desta sexta-feira, dia 16, acontece mais uma edição da Feira do Peixe Vivo de Içara. Até o final da Quaresma, os consumidores poderão comprar tilápias e carpas coloridas fresquinhas, ao lado da Feira da Agricultura Familiar, no Terminal Rodoviário. De acordo com o produtor João Miguel Klima, responsável pela organização da feira, a expectativa é vender mais de 5 toneladas de peixe.

A ação acontecerá durante todas as sextas-feiras da Quaresma, além da quinta-feira que antecede a Sexta-feira Santa. Há a possibilidade de pagar com dinheiro, cartão, Pix, ou, ainda com o vale-feira da ação Reciclou Levou, ou o vale-feira dos servidores públicos de Içara. O horário vai das 7h às 12h.

“Esse é o período em que o consumo de peixes é maior para os católicos, em preparação para a Páscoa. Trabalhamos com peixes de extrema qualidade e preço acessível. Os animais ficam à disposição em caixas d’água. Além da questão religiosa, esse é um alimento muito nutritivo e saboroso, que vai contribuir com a saúde de todos os consumidores”, explica Klima.

A Feira do Peixe Vivo é realizada em uma parceria entre o Governo Municipal, através da Secretaria de Agricultura, e a Cooperativa da Agricultura e Pesca Familiar de Içara (Coopafi). “Esse já é um evento tradicional na cidade, indo para o quinto ano, para rechear a mesa dos içarenses neste período de Quaresma. É mais uma importante iniciativa para fomentar e fortalecer o agronegócio local, unindo o campo e a cidade”, destaca o secretário de Agricultura de Içara, Gelson Possamai.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2024 sulnoticias.com