Conecte-se conosco

Política

Governador nomeia Ricardo Guidi como secretário do Meio Ambiente e Economia Verde

Publicado

em

Em ato bastante prestigiado na manhã desta segunda-feira (07) na Casa D’Agronômica, o governador Jorginho Mello deu posse ao secretário de Estado do Meio Ambiente e da Economia Verde, o criciumense Ricardo Guidi.

O político se licenciou do cargo de Deputado Federal para assumir como secretário estadual. Ricardo Guidi é bacharel em direito, pós-graduado em gestão empresarial. É filho do já falecido e ex-prefeito de Criciúma, ex-deputado estadual e ex-secretário de estado, Altair Guidi e da professora e ex-senadora, Sandra Zanatta Guidi.

“O secretário Ricardo Guidi assume com o desafio de respeitar e valorizar o pequeno agricultor que faz todos os esforços para preservar uma grande parte das florestas nativas e das nascentes dos rios aqui no nosso estado. Precisamos reconhecer e ampliar os esforços de preservação”, afirmou o governador Jorginho Mello.

“É um grande desafio e o governador ja passou algumas missões como a questão do crédito de carbono que tem como objetivo remunerar aquele pequeno agricultor que cuida da sua vegetação. Santa Catarina tem também parques belíssimos e precisamos voltar nosso olhar para o cuidado da nossa flora e fauna, então, vamos procurar desenvolver parcerias público-privadas para que a gente possa aproveitar toda essa beleza que a natureza nos proporciona, desenvolver o turismo, gerar emprego, gerar renda. A gente só cuida daquilo que conhece, por isso queremos criar uma consciência ecológica nas pessoas”, destacou o secretário Ricardo Guidi.

A recém criada secretaria de Estado do Meio Ambiente e da Economia Verde vai trabalhar em conjunto com outros órgãos, buscando, dentro das leis, dar mais celeridade para as licenças que vão, por exemplo, desassorear rios, evitando enchentes, e pretendemos também trabalhar em conjunto com o setor turístico, pensando em agilizar ações que sejam de interesse público. Vale destacar que Santa Catarina reduziu o desmatamento da Mata Atlântica em 46% nos primeiros meses de governo.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Estado decreta emergência em saúde por conta dos casos de dengue

Publicado

em

A governadora do Estado em exercício, Marilisa Boehm, a Secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto e o Diretor da Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, João Augusto Brancher Fuck assinaram na manhã desta quinta-feira, 22, o Decreto Emergencial Epidemiológico em razão da Infestação do mosquito Aedes aegypti em Santa Catarina. O ato ocorreu na sede da Defesa Civil, em Joinville, um dos municípios mais afetados pela doença e que, até agora, registra o maior número de óbitos por dengue no estado.

O elevado número de municípios infestados pelo mosquito Aedes aegypti; o elevado número de casos prováveis de dengue notificados quando comparado ao mesmo período de 2023; o registro de óbitos em decorrência da dengue e a ocorrência de eventos que apresentam potencial risco de extrapolação da capacidade de resposta, bem como de saturação do Sistema Único de Saúde (SUS) sob a direção municipal e estadual são as justificativa para que o Governo do Estado lance mão do instrumento.

A governadora do Estado em exercício, Marilisa Boehm, ressaltou que o Estado de Santa Catarina está engajado no combate à dengue. “Vamos vencer essa doença, nós precisamos agora é a ajuda da população, sem essa ajuda não conseguiremos vencer o mosquito da dengue. Temos que estar emanados para combater o mosquito da dengue, então eu peço a toda a população a máxima colaboração. Joinville é uma cidade que chove muito, é uma cidade quente, então uma cidade propícia à multiplicação desse mosquito, então eu peço a toda a população que todos os dias deem uma olhada nas suas casas”.

Além da assinatura do Decreto de Emergência, foram apresentadas as peças da campanha de comunicação do Governo do Estado, que passou a ser veiculada nesta semana nas mídias online e offline, como: TV aberta e fechada, rádios, terminais, sites, jornais, redes sociais, busdoor, painéis externos e outros.

“O aumento de casos em relação ao ano anterior e o elevado número de municípios infestados pelo Aedes aegypti, a ocorrência de óbitos pela doença fazem com que seja necessário esse momento de mobilização. A importância de um decreto de emergência é facilitar as ações do governo do Estado em apoio aos municípios, para que a gente consiga ter um melhor controle do mosquito e também um atendimento adequado e rápido dos casos que a gente sabe que é a hidratação adequada desde o primeiro momento do diagnóstico, diminui a evolução para casos graves e mortes”, enfatiza Secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto.

Continue Lendo

Política

Senado aprova restrição de saída temporária de presos condenados

Publicado

em

O Senado Federal aprovou a restrição para a saída temporária para pessoas condenadas. A proposta mantém benefício apenas para presos inscritos em cursos profissionalizantes ou nos ensinos médio e superior.

Pela legislação, as “saidinhas” permitem que condenados que cumprem a pena no regime semiaberto possam deixar os presídios, sem vigilância direta, para visitar a família ou para atividades que contribuam com a ressocialização.

O senador Marcos Pontes (PL-SP) defendeu que a proposta vai beneficiar a segurança pública.

Já a Senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS) afirmou que a medida não é eficaz, e defendeu mais investimentos para o regime semiaberto.

A matéria ganhou prioridade do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, após a morte de um policial, em janeiro, por um preso que estava em saída temporária em Minas Gerais.

Para um grupo de 66 organizações públicas e da sociedade civil, a proposta, se aprovada, vai aumentar os gastos e a insegurança, além de prejudicar a ressocialização.

Para essas entidades, como o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais, o Brasil vive uma dramática realidade prisional, com a terceira maior população carcerária do mundo, de 650 mil presos.

As organizações ainda ressaltam que pesquisas recentes mostram que mais de 95% dos beneficiados com a saída temporária retornam às suas unidades prisionais.

As emendas de destaque ao texto-base foram rejeitadas. O projeto que restringe as ‘saidinhas’ de presos volta para Câmara dos Deputados.

E o plenário do Senado ainda aprovou, nesta terça-feira, a realização de debates temáticos para discutir a proposta de Emenda à Constituição que aumenta de 10 para 35 anos o tempo de serviço para que militares possam concorrer em eleições sem perder a remuneração.

Continue Lendo

Política

Câmara de Cocal do Sul inaugura presença nas redes sociais para melhor comunicação com a população 

O Poder Legislativo passa a contar com perfis no Instagram e Facebook, além do trabalho de uma jornalista na comunicação com a imprensa.

Publicado

em

A Câmara Municipal de Cocal do Sul deu um passo significativo em direção à modernização de sua comunicação ao lançar oficialmente suas redes sociais, incluindo uma página no Facebook e um perfil no Instagram. Essa iniciativa vem preencher uma lacuna, já que o legislativo local era o único na Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) que não contava com esses recursos.

A responsabilidade pela gestão e comunicação através dessas plataformas digitais e com a imprensa ficará a cargo da jornalista sul-cocalense, Ana Paula Nesi, que assume o cargo de Assessora de Comunicação da Câmara Municipal. Ana Paula traz consigo uma bagagem de conhecimento e experiência que promete fortalecer o diálogo entre a câmara e a população de Cocal do Sul.

O presidente da Câmara Municipal, Gilson Clemes, destacou a importância dessa iniciativa em um contexto em que as redes sociais e a imprensa desempenham um papel fundamental na disseminação de informações. “Em tempos em que as redes sociais e a imprensa são um dos principais recursos de comunicação e alcance à população, não podíamos mais esperar para atualizar o legislativo”, afirmou Clemes. Ele ressaltou ainda que esse projeto vinha sendo discutido desde o início do mandato e agora, finalmente, tornou-se realidade.

Com a presença nas redes sociais, a Câmara Municipal de Cocal do Sul espera ampliar sua transparência, aproximar-se ainda mais dos cidadãos e fornecer informações relevantes sobre o trabalho legislativo e as decisões que impactam a comunidade local. Essa iniciativa representa um avanço significativo na modernização do relacionamento entre a câmara e os cidadãos, promovendo uma comunicação mais acessível e eficaz.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2024 sulnoticias.com