Conecte-se conosco

Geral

Com investimento de R$ 1,3 milhão, Cocal do Sul irá inaugurar ampliação da creche Helena Savi

Publicado

em

O governo de Cocal do Sul, por meio da Secretaria irá inaugurar no próximo dia 14, a ampliação da Instituição de Educação Infantil Helena Savi, localizada no bairro União. O ato irá ocorrer às 19h, na véspera da volta às aulas da rede municipal de ensino.

O investimento total foi de R$ 1.342.746,93, cuja estrutura contará com quatro novas salas de aula, abrindo mais 80 vagas, além de sala de professores e direção, lactário e uma nova cozinha, com todos os ambientes climatizados. O recurso foi destinado pelo ex-secretário de Estado da Educação, na época Luís Fernando Cardoso.

Outra novidade é que houve ampliação no atendimento das crianças, passando a ser também pré-escola (além de creche), atendendo alunos dos níveis IV e V.

“Seguimos garantindo qualidade na educação e investindo na estrutura de nossas instituições, a IEI Helena Savi passou por obras de ampliação e agora poderá atender mais crianças em nosso município”, declara o secretário de Educação, Lucas Pereira.

Sobre a instituição

A Escola foi fundada em 09 de junho de 1995, nascendo assim a Escola Reunida União, que atendia crianças de 1ª a 4ª série. Em 12 de julho de 2001 foi entregue a ampliação física de mais duas salas, devido ao número de alunos desta unidade de ensino que cresceu consideravelmente.

No ano de 2007 a escola passou a ser denominada Escola de Ensino Fundamental Helena Savi. O nome surgiu em homenagem à senhora Helena de Fáveri Savi, proprietária do local onde se encontra a Instituição.

Com a redução do número de alunos atendidos pela Escola de Ensino Fundamental Helena Savi, então no ano de 2010, devido à grande demanda da Educação Infantil no Município, a Escola passou a ser Instituição de Educação Infantil Helena Savi, na modalidade de Creche, para desta forma, poder atender crianças com idade de 0 a 3 anos.

Geral

Posto de atendimento do Detran será instalado no Espaço Cidadão

Publicado

em

O Espaço Cidadão, de Forquilhinha, passará a contar com mais um serviço para a população. Nos próximos dias, um Posto de Atendimento do Detran iniciará as atividades no local. A parceria entre o Governo de Forquilhinha e o Governo do Estado, através do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SC) foi firmada através de reunião entre o prefeito de Forquilhinha, José Claudio Gonçalves, o Neguinho e o presidente da autarquia estadual, Kennedy Nunes.

O acordo firmado nesta quinta-feira, dia 11, prevê que a administração municipal cederá de dois a três funcionários, além do espaço, já o Detran será responsável por fornecer todo o suporte operacional. “Com exclusividade a população de Forquilhinha, o posto de atendimento estará em funcionamento em breve. É mais um passo visando o desenvolvimento do município”, afirma o chefe do executivo.

O Espaço Cidadão de Forquilhinha fica localizado na Alameda Felipe Arns, nº 201, no Centro, com horário de funcionamento das das 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Continue Lendo

Geral

Prefeitura de Criciúma destina mais de R$ 35 milhões para execução de grandes obras

Publicado

em

Criciúma terá mais duas grandes obras de mobilidade urbana em execução ainda neste ano: a implantação da via de ligação entre as rodovias Antônio Just e Vante Rovaris, na região da Grande Santa Luzia, e a terceira etapa do Binário da Avenida Santos Dumont. As obras estão em processo licitatório na Prefeitura de Criciúma, com datas de sessões públicas para abertura dos envelopes previstas para o próximo mês. Somados, os investimentos iniciais ultrapassam R$ 35 milhões, provenientes de operação de crédito internacional viabilizado junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata).

“Criciúma vive um momento de transformações, com obras espalhadas por toda a cidade. São investimentos que melhoram o dia a dia dos cidadãos e proporcionam mais qualidade de vida. É natural que cada uma gere transtornos, que serão transformados em benefícios a longo prazo. Seguimos realizando uma gestão eficiente para melhorar ainda mais a vida de cada criciumense”, ressaltou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

A via de asfalto que ligará as rodovias Antônio Just e Vante Rovaris será implantada ao lado da AM Master Hall (apenas referência), com aproximadamente 700 metros de extensão. A obra contemplará, ainda, a construção de ciclofaixas em toda a extensão da via, duas rótulas e uma ponte sobre o Rio Sangão, com investimento inicial de R$ 6,2 milhões. O prazo para a conclusão da obra será de seis meses.

Estimadas em R$ 30 milhões, as obras da terceira etapa do Binário da Avenida Santos Dumont são a continuação das etapas I e II do sistema viário. A terceira etapa engloba a duplicação da Avenida Imigrantes Poloneses, de 950 metros de extensão, e a construção de um viaduto em curva, na altura da rótula entre a Avenida Imigrantes Poloneses e a rua Miguel Patrício de Souza. A estrutura terá quatro faixas, cerca de 300 metros de extensão e 6,5 metros de altura. O período de execução da obra será de 24 meses.

De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Jóri Ramos Pereira, a terceira etapa do Binário da Avenida Santos Dumont contempla, também, a execução das obras de implantação, pavimentação, urbanização, obras de arte especiais, sinalização vertical e horizontal e obras complementares do viário da Avenida Santos Dumont/Carlos Pinto Sampaio. “É uma obra grandiosa, que beneficiará a população a longo prazo. Essa é a solução para dar mais fluidez ao trânsito intenso dos bairros São Luiz, Ceará e Jardim Maristela”, comentou.

Para o secretário-geral da prefeitura e coordenador do Programa Acelera Criciúma, Arleu da Silveira, tanto a via de ligação entre as rodovias Antônio Just e Vante Rovaris, quanto a terceira etapa do Binário da Avenida Santos Dumont, são sonhos antigos da Administração Municipal. “Trabalhamos para proporcionar segurança e mobilidade para os mais de 240 mil criciumenses, além de contribuir para o desenvolvimento econômico, construindo boas estradas que facilitam o escoamento de produtos. Seguimos acelerando para alcançarmos uma Criciúma mais desenvolvida”, afirmou.

Fonplata

O Fonplata é um banco de desenvolvimento multilateral composto por cinco países: Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai. A entidade financia projetos de pequeno e médio porte, em valores médios de US$ 50 milhões, especialmente nas áreas urbanas vulneráveis, zonas rurais e regiões fronteiriças, a fim de impulsionar a integração entre países ou entre regiões dentro de um mesmo país.

Em outubro de 2022, o Governo de Criciúma assinou a contratação do Fonplata II, com empréstimo no valor de US$ 25 milhões. Em reais, são R$ 130 milhões destinados para a continuação do binário da Avenida Santos Dumont, ciclovias/faixas espalhadas por diversos pontos, implantação da Central Semafórica com a Onda Verde e do Parque Ecológico Municipal, no Morro Cechinel. Os investimentos contemplam, ainda, a revitalização de ruas na área central da cidade e as obras das Avenidas Antônio Scotti e Luiz Lazzarin.

Continue Lendo

Geral

Gapac chega aos 30 anos mudando vidas em Criciúma

Grupo criado em 1994 é atuante na defesa dos direitos humanos

Publicado

em

O Grupo de Apoio e prevenção a Aids de Criciúma (Gapac) chega nesta sexta-feira, 12, aos 30 anos. Voluntários se reuniram em abril de 1994 em prol da Aids e hoje é atuante em diferentes ramos dos direitos humanos. A data celebra o trabalho desenvolvido com milhares de pessoas no município.

Em 1994, a AIDS assolava o mundo e era uma sentença de morte. Foi nesse contexto, que um grupo de pessoas corajosas, movidas pelo amor e pela valorização da vida, decidiu fazer a diferença. “O Gapac nasceu como um raio de esperança em meio à escuridão. Naquela época, a AIDS era uma doença recém-descoberta, cercada de medo e desinformação. As pessoas com HIV eram marginalizadas e sofriam com a falta de tratamento e apoio. Não havia medicamentos, nem políticas públicas, apenas o estigma e a discriminação”, explicou a presidente do Gapac, Alba de Souza Schmitz.

Nos primeiros anos, o apoio dos voluntários foi fundamental na luta contra o preconceito e a falta de verbas para os trabalhos. “Foram muitas lutas e dificuldades enfrentadas. Vimos amigos e companheiros partirem lutamos contra o estigma e a discriminação e batalhamos por políticas públicas que garantissem os direitos das pessoas vivendo com HIV/AIDS”, relembra Alba.

Fortalecimento

Ao longo dos anos, o Gapac se expandiu, abraçando cada vez mais pessoas. De um foco inicial em pessoas vivendo com HIV/AIDS, a organização passou a acolher também as populações-chave: profissionais do sexo, LGBTQIAPN+, pessoas em situação de rua e outras vítimas de preconceito e exclusão. “A luta contra o HIV continuou, mas ampliou seu foco para atender às populações mais vulneráveis, promovendo a autonomia, o empoderamento e a construção de vínculos de afeto, confiança, assistência e dignidade menstrual”, destacou a assistente social que atua no Gapac, Anne Schmitz.

O Gapac foi abrindo caminho, lutando para que as pessoas tivessem acesso a direitos constitucionais. Ainda hoje é necessário o enfrentamento ao preconceito. “O Gapac é um coletivo, uma comunidade vibrante de pessoas que acreditam em um futuro melhor. Somos a prova de que, juntos, podemos construir um mundo mais diverso, inclusivo e justo, onde todas as pessoas sejam livres para viver e amar sem medo”, completou Anne.

Três décadas de histórias

No aniversário de 30 anos, o Gapac celebra as incontáveis vitórias conquistadas por cada pessoa que foi impactada pelo trabalho do grupo com a força da união, da empatia, da resiliência e da luta por um mundo mais justo. “O Gapac se tornou uma voz poderosa na luta contra a homofobia, transfobia, racismo, misoginia e todas as formas de discriminação”, reforça a presidente do grupo.

A missão do grupo continua em promover e defender os direitos humanos, trabalhar para o apoio e empoderamento de todos, e contribuir para uma sociedade mais justa e inclusiva. Através de ações educativas, mobilização social, e defesa de políticas públicas.

O Gapac está localizado na rua Anita Garibaldi, 386, no centro de Criciúma e outras informações sobre o grupo e como se tornar voluntário podem ser obtidas nas redes sociais, pelo instagram no @gapaccriciuma.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2024 sulnoticias.com