Conecte-se conosco

Geral

Rede Feminina de Combate ao Câncer de Criciúma realiza Pedágio Solidário

Publicado

em

Prevenção: este é o principal papel da Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) de Criciúma. Com o intuito de contribuir com a saúde de ainda mais mulheres, a instituição realizará neste sábado, dia 15, um Pedágio Solidário. A ação acontecerá em cinco pontos estratégicos da cidade, das 9h às 13h, e precisa de voluntários.

Os interessados podem procurar a entidade, por meio do telefone (48) 3437-1006 ou pelo Instagram, no @redefemininacriciuma.Por depender de doações, conforme ressalta a presidente da RFCC, Arlete do Nascimento, a ajuda da comunidade é essencial para que a instituição continue desempenhando este importante papel na sociedade. “Somente no ano passado, tivemos quase 46 mil atendimentos. Foram procedimentos, consultas, exames, palestras, tudo de forma gratuita para as mulheres da região”, afirma.

O dinheiro arrecadado com a ação será destinado à manutenção da RFCC de Criciúma, que além dos exames, atualmente contrata uma enfermeira e uma médica. “Estamos com as melhores expectativas possíveis para o pedágio solidário. Contamos com a população em geral para que abracem esta causa com a gente. O diagnóstico precoce e o devido tratamento são essenciais e queremos ajudar cada vez mais as pessoas que chegam até nós”, evidencia Arlete.

Pontos de coleta
O pedágio acontecerá em cinco pontos estratégicos do município:
Cruzamento da Rua Álvaro Catão; ·      
 Cruzamento da Praça da Chaminé; ·     
  Rua Hercílio Luz; ·      
 Rua Joaquim Nabuco; ·       
Rua Saldanha da Gama (Banco Safra – apenas referência).
Outra forma de contribuição será via Pix, por meio da chave 75.564.609/0001-92. 

Geral

Estrutura da 23ª Festa do Colono de Siderópolis começa a ser montada

Publicado

em



A Praça da Matriz, em Siderópolis, começou a receber nesta quinta-feira (20/06) a estrutura para abrigar a 23ª Festa do Colono, que acontecerá nos dias 4, 5, 6 e 7 de julho. No local, serão montadas a feira e a praça de alimentação, em uma estrutura maior que a do ano passado.

Conforme Antonio Schueroff, responsável da Todah Eventos, empresa vencedora da licitação para organizar os festejos, o espaço para a feira será ampliado, assim como a praça de alimentação. Além disso, serão disponibilizados mais banheiros, todos montados ao longo da Avenida 19 de Dezembro.

Devido à expectativa de aumento de público, a estrutura foi ampliada, necessitando de mais espaços como os camarins e o palco, que deve ser alargado. O organizador garante que a ideia é adiar ao máximo os bloqueios nas ruas ao redor da Piazza Nova Belluno. No entanto, isso deve ocorrer na quarta-feira (26/06), nas Avenidas Dom Luiz Orione e 19 Dezembro.

A 23º edição da Festa do Colono de Siderópolis contará com desfile das comunidades e famílias, olimpíadas rurais, atrações musicais, culturais e religiosas, todas com acesso gratuito. Estão previstos ainda quatro shows nacionais: na quinta-feira, Bruno e Barretto; na sexta-feira, Nenhum de Nós; sábado, Antony e Gabriel; e no domingo, a festa será encerrada com Garotos de Ouro.

Continue Lendo

Geral

Criciúma inicia implantação de acessibilidade no bairro São Defende

Publicado

em

A Prefeitura de Criciúma, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, iniciou nas últimas semanas a implantação de calçadas acessíveis na rua Lucas Peruchi, no bairro São Defende. Os serviços serão executados, ainda, nos bairros Metropol e Quarta Linha. A iniciativa tem o objetivo de garantir mobilidade para pessoas com dificuldade de locomoção. O investimento para a execução das obras é de R$ 3,5 milhões, provenientes de emenda parlamentar destinada pela deputada federal Geovania de Sá.

“Criciúma se tornará referência em acessibilidade. A instalação de calçadas acessíveis nos bairros é só o começo. Não é um simples investimento, mas uma oportunidade para que todos possam se deslocar com segurança. O objetivo é garantir o bem-estar e proporcionar mais qualidade de vida às pessoas”, ressaltou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro. O prazo de execução das obras é de 180 dias.

No bairro Metropol, a via contemplada será a rua Manoel João Machado. Já no bairro Quarta Linha, as calçadas da Rodovia Luiz Rosso receberão os serviços. Em toda a extensão das vias, serão implantadas calçadas acessíveis com piso tátil, responsável por orientar e guiar, principalmente, pessoas com deficiência visual ou baixa visão, rampas de acesso, essenciais para pessoas com dificuldade de locomoção e que dependem de cadeira de rodas, além de ciclofaixas.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Jóri Ramos Pereira, os serviços contemplam a execução de terraplanagem, base e sub-base, aterro, pavimentação asfáltica, drenagem, meio-fio e calçadas com paver e lajotas. “Estamos construindo uma cidade mais inclusiva e acessível para todos os moradores. Iniciamos no bairro São Defende, e nos outros bairros não será diferente”, afirmou.

Continue Lendo

Geral

Imbituba registra primeiro filhote de baleia-franca desta temporada

Publicado

em

A equipe de pesquisadores do ProFRANCA (Projeto Franca Austral), em Imbituba (SC), registrou o primeiro filhote desta temporada, na praia de Ibiraquera, na última quarta-feira (19). O filhote é bastante pequeno, com características de recém-nascido. A mãe já é velha conhecida da equipe. catalogada em 2003 com o código B257, já teve anteriormente dois filhotes em águas catarinenses – em 2015 e 2021. O projeto registrou a baleia logo após sua chegada, em 11 de junho, sozinha. E agora, oito dias depois, já com o filhote recém-nascido.

Os pesquisadores foram surpreendidos em 24 de maio, com os primeiros avistamentos, bem mais cedo que em anos anteriores. Segundo o cálculo mais recente, já são 10 baleias fotoidentificadas, seis delas já conhecidas e quatro ainda nunca registradas, incluindo uma avistada em Arraial do Cabo (RJ), pelo Projeto Baleia Jubarte, e duas recém avistadas em Ilha Bela (SP) pelo Projeto Baleias a Vista. 

“Neste grupo, são ao menos seis fêmeas. Sabemos disso porque já tiveram filhotes na nossa costa, sendo o mais recente de 2021, o que completa o ciclo de três anos de retorno”, explica Karina Groch, diretora do ProFRANCA, que tem patrocínio da Petrobras. Em Santa Catarina, cujo litoral é o que mais recebe a visita dos cetáceos, elas já foram vistas em Imbituba, Laguna, Florianópolis e Garopaba.

“Elas chegaram mais cedo, o que nos traz alegria pela presença que, provavelmente, pode ser o reflexo de trabalhos incessantes para sua conservação, já que foram quase extintas há 40 anos pela caça desenfreada”, comemora Karina. Porém, ela é prudente para explicar esta antecipação e se a temporada – oficialmente entre julho e novembro – registrará um grande número neste ano. “Além da proteção da espécie, o fenômeno El Niño pode também ser um fator que já estamos estudando com afinco”, explica.

E os estudos serão incrementados em breve. Neste ano, uma equipe de 33 pessoas – entre biólogos, coordenadores, administradores, pesquisadores, comunicadores, e estagiários – faz o monitoramento. Os mamíferos frequentam o litoral brasileiro especialmente para gerar seus filhotes e amamentá-los em enseadas com águas mais quentes e seguras. Diante das visitas, são realizadas diversas ações, de pesquisa, monitoramento aéreo, embarcado e por terra, a avaliação das enseadas mais importantes, da interação com a pesca, e a influência da presença desses animais para a preservação dos oceanos. 

Para saber mais- O ProFRANCA informa frequentemente em seus stories, no Instagram e Facebook, onde foram avistadas as baleias-francas. No site do Projeto (baleiafranca.org.br) há mais detalhes sobre como são identificados e um mapa das avistagens. A sede do Projeto fica na Praia de Itapirubá Norte, em Imbituba, conta com um Centro de Visitantes – o Centro Nacional Conservação da Baleia Franca – e é aberta de terça-feira a sábado, entre 9h e 12h e das 14h às-17h. Imbituba também conta com um Museu Histórico, o Museu da Baleia, localizado na Praia do Porto, antiga estação baleeira onde eram processadas as baleias caçadas na região antigamente. 

O ProFRANCA – Projeto Franca Austral – é realizado pelo Instituto Australis e conta com patrocínio da Petrobras e do Governo Federal, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2024 sulnoticias.com